Na íntegra: Turismo Nacional 2018, 4/6

CASCAVEL – A correria dos últimos dias e das últimas semanas e dos últimos meses foi tamanha que esqueci de trazer aqui ao blog, para manter o padrãozinho da casa, as corridas da quarta etapa da Turismo Nacional. Provas disputadas em Interlagos no dia 1º de setembro, que postei em meu canal do YouTube tão logo a edição foi concluída.

Eu estava lá pertinho, em Mogi Guaçu numa etapa do Endurance Brasil, e quase tomei uma carona a São Paulo para participar como piloto das provas noturnas, mas preferi abdicar do plano maluco porque poderia haver algum atraso de programação na corrida longa do Velo Città – que não aconteceu, no fim das contas. Ultimamente tenho aberto mão de chances de correr para não pôr as coisas de trabalho em risco. Deve ser isso que alguns amigos definem como amadurecimento.

A quinta etapa da Turismo Nacional também já aconteceu. Foi aqui mesmo, em Cascavel, num fim de semana maluco em que narrei uma etapa do Endurance Brasil no Velopark no sábado à tarde e me mandei para Curvelo para narrar no dia seguinte a corrida do Mercedes-Benz Challenge. Sim, fim de semana maluco, porque além da agenda doida acabei me vendo atolado em meio a estradas de acesso a fazendas do interior mineiro perto das quatro da madrugada, culpa daquele dispositivo sem-vergonha de GPS que a locadora de carros me ofereceu.

Estou assustado. Ultimamente não fico abalado nem com o atoleiro numa rota errada em plena madrugada de clima modorrento. Ninguém amadurece tanto assim.

Anúncios

Troféu Du Cardim

IMG-20181110-WA0063

SÃO PAULO – Interlagos, de onde escrevo agora, era o lugar preferido do Du Cardim. Quaisquer que fossem os motores acionados por aqui, por perto estava o Du, porque se não conseguisse uma credencial para os boxes não havia problema algum, ele comprava ingresso e acompanhava da arquibancada ali do Café.
O ambiente preferido pro Du em Interlagos eram os boxes reservados à Classic Cup a cada etapa do Paulista de Automobilismo. Transitava com desenvoltura por todos os parafusos e todas as carenagens da categoria. A predileção pela categoria dos antigos, que eu atribuía ao fato dele também ser antigo, levou o Du a falar bastante comigo depois que lancei a #GoldClassic, que vai acompanhar a festa da Cascavel de Ouro. Ele estava bem contente com o andamento das coisas para o evento de Cascavel, me manifestou alguns comparativos tão irreverentes quanto elogiosos tendo por base os vários eventos a que esteve presente em Interlagos, Velo Città, Piracicaba e Londrina, acho que tem mais algumas pistas nessa lista, talvez Curitiba e Goiânia.
Du nunca foi a Cascavel. Tinha me garantido que embarcaria no caminhão de alguma equipe no meio da próxima semana para estar na #GoldClassic. “Não perco essa bagaça por nada”, foi o que decretou.
Bem, talvez não perca, mesmo, mas a credencial que eu prometi a ele vai ficar guardada. Du morreu ontem, vítima de algo que ainda não sei bem o que foi – uma queda no jardim de casa, uma internação seguida de transferência, uma cirurgia, o fim. “Beijo, fui”, deve ter repetido, pela última vez. Era um dos vários bordões que marcavam seu papo.
Ele não vai estar lá. Não para dizer que a melhor coisa que fiz no automobilismo foi não correr a #GoldClassic, decisão que tomei dias atrás e de que talvez ele nem tenha tomado conhecimento, mas sei que diria isso. Mas vamos celebrar o Du no evento, sim. Dando, inclusive, seu nome aos troféus dos vencedores de cada uma das sete categorias.
Fim de papo, Du.

Nomes e cores: #GoldClassic

CASCAVEL – Costura daqui, vai dali, muda de lá, e no fim das contas a primeira edição da #GoldClassic, dias 17 e 18 de novembro no autódromo de Cascavel, terá 50 carros na pista. É o maior grid de uma competição de carros clássicos da história do automobilismo brasileiro, motivo de orgulho para todos nós que estamos envolvidos com a organização e a realização do torneio. Em número, seríamos mais. Chegamos a 91 numa primeira relação, caímos a 74 na segunda, a 50 na definitiva. Quem cancelou a vinda tem seus motivos, todos incontestáveis, e de agora em diante a conversa em torno da #GoldClassic orbita apenas os que de fato vão estar na pista, 60 pilotos para 50 carrinhos com pelo menos 25 anos de idade (os carrinhos, não os pilotos), um mais simpático que o outro (de novo falo dos carrinhos, não dos pilotos).

A #GoldClassic, como grande parte das coisas boas da vida, nasceu de uma conversa de mesa de bar. Era para ser algo menor, mas tomou a proporção que tomou, em boa parte por ter sido acolhida pela Cascavel de Ouro – Edson Massaro, promotor da Cascavel de Ouro, colocou como condição bem-humorada para isso que ele também pudesse participar das corridas, o que foi providenciado de pronto, e o Massaro vai ser um dos pilotos da Wessler Racing, num Fusca cor-de-rosa.

Assim, chega o momento de apresentar à audiência os 50 carros que estarão na pista nas corridas de daqui a dois fins de semana, que terão transmissão pela CATVE, afiliada paranaense da Rede Cultura – o material será exibido também na internet. Nem todo mundo está com os carros prontos, motivo pelo qual algumas fotos mostram os brinquedos no estado em que se encontram nas oficinas das equipes, alguns aparecem com número diferente, porque foi o número de inscrição em outro evento, e também tem caso em que a foto tem a indicação do layout que o carro vai ter. O que vale é mostrar os carros da #GoldClassic. E não relacionei devidamente os créditos dos fotógrafos, mas sei que aí abaixo, em meio às fotos que os próprios pilotos tiraram e armazenaram com seus celulares há material da Sandra Zama, da Mônica Godoy, do Rodrigo Ruiz, do César Luz, do Paolo Reis, do Deivicris de Cristo, do Sérgio Sanderson, do Ângelo Gomes, do Victor Lara, do Jimmi Torres, do Humberto da Silva e do Anderson Zambrzycki. A eles todos um muito obrigado pela contribuição.

 1 – Neno Oliveira (PR), VW Fusca/Sávio Sorvetes (Speed Fusca)GC 001

  2 – Deninho Casarini (SP), VW Puma/Casarini Racing (Força Livre)GC 002

  3 – Niltão Amaral (RS), VW Passat/Brazauto Racing (Turismo Super)GC 003

  9 – José Newton Ficagna (PR), Ford Escort/Ficagna Competições (Turismo Light)GC 009

  11 – Gelson Veronese (PR), VW Apollo/Sete Motorsport (Turismo Light)GC 011

 13 – José Antonio Sala (RS), VW Fusca/Equipe Sala (Força Livre)GC 013

15 – eAdemar Fedrigo (PR), VW Fusca (Speed Fusca)GC 015

 17 – Humberto Guerra Júnior (SP), VW Passat/HT Guerra (Turismo Light)GC 017

22 – Joacir Alves (PR), VW Fusca/Wessler Racing (Fusca Cup)GCA 22A

23 – Alex Sandre Morais (PR), Protótipo Aldee/Paraná Racing (Força Livre)GCA 23

27 – Wanderlei Berlanda (SC), GM Omega/MIG Motorsport (Força Livre)GC 027

32 – Reinaldo Cangueiro (SP), VW Karmann-Ghia/HT Guerra (GTS)GC 032

33 – Beto Lacombe (RS), VW Gol BX/Lacombe Motorsport (Força Livre)GC 033

35 – Marcos Sommer (SC), GM Chevette/Pinduca Racing (Turismo Light)GC 035

36 – Miguel Galli (PR), VW Fusca/Galli (Speed Fusca)GC 063

39 – Cleiton Krause (RS), Fiat Uno/Castelo Pack (Turismo Light)GC 039

41 – Ike Nodari (SC), Fiat Uno/Bonora Racing (Turismo Light)GCA 41

43 – Hamilton Morsch (PR), GM Chevette/SydiMotorsport (Turismo Light)GC 043

45 – Marcelo Tizzot (PR), VW Fusca/Tumiate Competições (Speed Fusca)GC 045

46 – Maurizio Sala/Cleves Formentão (SP/PR), VW Fusca/Wessler Racing (Fusca Cup)GCA 46.jpg

47 – Jeff Foitte/Anderson Rieper (SC/SC), VW Gol/Devassos Racing (Turismo Light)GC 047

49 – Marcelo Pacheco (SC), Fiat Uno/Bonora Racing (Turismo Light)GCA 49

53 – Milton Borges Vieira (PR), VW Voyage/Milton Racing (Turismo Light)GC 053

54 – Rafael Lopes/Ricardo Domenech (SP/SP), GM Omega/RC Racing (Força Livre)GC 054

55 – Estevam Manhani (PR), VW Fusca/Grilo Motorsport (Speed Fusca)GC 055

69 – Fernando Brock (RS), Bianco S/Eltz Racing (GTL)GC 069

74 – Fabiano Schneider (SC), GM Chevette/Pinduca Racing (Turismo Light)GC 074

77 – Luciano Cortina/César Cortina (PR/PR), VW Gol/Cortina Competições (Turismo Light)GC 077

84 – Miguel Beux (PR), Avallone-Chevrolet/Beux Competições (Força Livre)GC 084

88 – Osnildo Lemes/Júlio Saravy (PR), VW Fusca/Julião Racing (Speed Fusca)GC 088

97 – Felipe Schumann/Cesar Cardoso (RS/RS), GM Chevette/Fast Racing (Força Livre)GC 097

99 – João Cury (SP), VW Fusca/Wessler Racing (Fusca Cup)GC 099

112 – Carlos Guizzo (RS), VW Fusca/Guizzo’s (Speed Fusca)GC 112

133 – Duda Weirich (PR), VW Voyage/Weirich Competições (Turismo Light)GCA 133 B

192 – Anselmo Canelas Júnior (SP), VW Passat/X Power (Turismo Light)GC 192

211 – Rodrigo Pupo/Clifford Jelinsky (SC/SC), VW Fusca “Zé-do-Caixão”/Devassos Racing (Turismo Light)GCA 211

222 – Fábio Tokunaga (PR), VW Gol/RedFoot Racing Team (Turismo Light)GC 222

302 – Leovaldo Petry (RS), Ford Maverick/Project Motorsport (Força Livre)GC 302

333 – Tony Manhani (PR), VW Fusca/Grilo Motorsport (Speed Fusca)GC 333

339 – Rafael Schuhli/Rogério Schuhli (PR/PR), VW Puma/Terraquatro (Força Livre)GC 339

538 – Nenê Finotti/Marcelo Caslini (SP/SP), Porsche 550/LF Preparações (GTS)GC 538

 777 – PH Costa (PR), VW Voyage/Red Foot Racing Team (Turismo Light)GC 777

 888 – Júnior Herzog (PR), GM Chevette/Auto Molar (Turismo Light)GC 888

899 – Alexandre Martins/Adriano Martins (SC/SC), VW Gol/AVM Racing (Turismo Light)GC 899

911 – Ronaldo César (PR), VW Voyage/Ronaldo Racing (Turismo Light)GC 911

913 – Carlos Estites (SP), VW Passat/HT Guerra (Força Livre)GC 913

Turismo Nacional 2018, 4/6

CASCAVEL – A Turismo Nacional volta nesta semana à pista onde tudo começou. A quinta e penúltima etapa da temporada vai confrontar pilotos e equipes sábado em Cascavel, no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em quatro corridas que vão dividir programação com a decisão do Metropolitano de Marcas e com mais uma etapa da Copa Paraná-Sul de Motovelocidade.

Por ser semana de corrida, no caso da Turismo Nacional, acho bem conveniente trazer à audiência do blog os vídeos da quarta etapa, que aconteceu mês passado em Interlagos. Foi um evento especial: além de dividir o grid com a oitava etapa do Campeonato Paulista de Marcas & Pilotos, duas das quatro corridas aconteceram à noite. Foi muito legal, conforme vocês poderão conferir nos VTs produzidos pelo Marcos Moschetta, com minha narração.

Os VTs das três primeiras etapas também estão disponíveis aqui no blog. A temporada começou em Londrina, teve sequência com uma inédita etapa gaúcha em Guaporé e complementou a primeira metade em Goiânia.

Na íntegra: Sprint Race 2018, 6/8

CASCAVEL – A sexta etapa da Sprint Race Brasil aconteceu no dia 13 em Mogi Guaçu, no Velo Città, e quem não viu a exibição do VT com os melhores momentos ontem na PlayTV tem a chance de sempre aqui no blog. Edição do Beto Borghesi, narração minha.

A sétima e penúltima etapa vai trazer a Sprint Race Brasil aqui a Cascavel. As corridas de 17 de novembro vão integrar o fim de semana da 32ª Cascavel de Ouro, cuja programação reunirá mais de 250 pilotos para um total de nove corridas. A própria Sprint terá pela primeira vez suas corridas transmitidas ao vivo na televisão, cortesia da CATVE, afiliada paranaense da Rede Cultura, que também disponibilizará o conteúdo na internet em sua página no Facebook e em seu canal no YouTube. Quero ver se faço o Thiago Marques perder a inibição para pilotar o microfone como comentarista. A etapa cascavelense vai emoldurar, também, um anúncio muito bacana da Sprint, que nem em sonho posso antecipar aqui – se o fizer, ganho as contas por justa causa.

Há vagas!

CASCAVEL – Pelo envolvimento que tenho com a organização da Cascavel de Ouro, recebo a todo momento sondagem de um ou de outro sobre eventuais vagas disponíveis para participação na corrida. Bati um papo rápido com algumas equipes e listei alguns carros que estão à espera de pilotos para integrar o grid de 18 de novembro no Autódromo Zilmar Beux, cá em Cascavel. Aquilo que todo mundo já sabe: três horas de corrida para dupla ou trios de pilotos, transmissão ao vivo do BandSports, premiação de R$ 150 mil para os pilotos, regulamento só para carros da categoria Marcas 1.6, configurados pelo regulamento do Campeonato Paranaense.

Bem, coloco aqui alguns dos carros que rastreei, e que podem interessar. Os contatos dos preparadores responsáveis estão indicados também. Negociem e regateiem à vontade. Se souber de mais opções, acrescento-as ao post.

OURO CELTA

Carro vice-campeão da Cascavel de Ouro em 2014 e 2015 com o piloto Júnior Caús, que participou daquelas duas corridas formando duplas com os primos – Juliano Bastos num ano, Marlon Bastos no outro. Contato é o próprio Juninho, que atende pelo número (45) 9 9982-4354.

OURO KA

O Ford Ka que cumpriu algumas temporadas no Paulista de Marcas está agora sob o domínio da Cezarotto Motorsport – lembro a canseira que tomei desse carro na final de 2016, o piloto do carro era o Nuno Pagliato. O Wyllian Cezarotto é quem resolve, podem chamá-lo no (45) 9 9940-7386.

FIESTA FERRARI

O Ford Fiesta da Ferrari Motorsport esteve na pole da Cascavel de Ouro em 2016, com Leandro Zandoná/Marco Romanini. Nascido e desenvolvido na pista de Cascavel, o carro marcou inúmeras vitórias no Metropolitano de Marcas. Contato com Edson Ferrari, (45) 9 9833-0281.

OURO FIESTA

Outro carrinho da frota da Cezarotto Motosport disponível à rapaziada que estuda as opções para a Cascavel de Ouro. Fiz uma corrida com esse carrinho em Cascavel. O Wyllian também responde por ele. Se preferirem podem chamar o Welintom Cezarotto, vulgo “Faustinho”, no (45) 9 9831-7189.

OURO GOL

O VW Gol da Sete Motorsport, que já esteve no grid em etapas do Metropolitano de Marcas aqui de Cascavel. Não sei dizer se as modelos fazem parte do pacote, mas o custo-benefício proposto pelo Juninho Sorbara me pareceu bem atrativo. Ele pode falar mais, pelo (45) 9 9947-2877.

KA CIRO

O Ford Ka da equipe goiana Classe A levou Edson do Valle e Wellington Justino ao terceiro lugar final na última edição da Cascavel de Ouro. Carro com cartel de títulos no Festival Brasileiro e na Copa Centro-Oeste. Ciro Sousa, responsável pelo carro, atende no (62) 9 9118-4832.

OURO CLIO

O Renault Clio da Ferrari Motorsport, carro utilizado pelo Gabriel Corrêa na última etapa da Turismo Nacional, em Interlagos – segundo o próprio Gabriel, um foguete, de tão veloz. Podem tratar diretamente com o Edson Ferrari, preparador e chefe de equipe, pelo (45) 9 9833-0281.

A 32ª Cascavel de Ouro já tem assegurado o recorde absoluto de carros inscritos. Preparo essa postagem contabilizando 68 carros. A lista de participantes confirmados está publicada aqui mesmo no blog e recebe atualização a cada nova adesão. São tantos os carros que teremos até uma corrida extra para duplas e trios que não obtiverem classificação ente os 55 do grid principal. Essa corrida é denominada Copa Masso Alimentos e colocará em jogo inscrições para a Cascavel de Ouro do ano que vem. Essa é a novidade do ano, que já está despertando bastante expectativa.

 

Na íntegra: Porsche Carrera Cup 2018, 5/9

CASCAVEL – A quinta das nove etapas mudou o ritmo da disputa, já que foi a primeira do Endurance Series, mas fato é que o evento de fim de julho em São Paulo abriu a segunda metade da temporada. Estava faltando trazer aqui no blog a íntegra da transmissão ao vivo dos 300 Quilômetros de Interlagos, que narrei ao lado do Tiago Mendonça e da Renata Diniz com as imagens da Master/CATVE.

Por falar em Porsche GT3 Cup, é hora de fazer a mala. O fim de semana é com etapa no Velo Città, em Mogi Guaçu. O sexto evento da temporada, no sábado, vai ter transmissão ao vivo nas plataformas digitais do Porsche Cup Brasil – no canal do YouTube e também na página do Facebook. Ah, quase esqueci de novo, a página do Grande Prêmio no Facebook também terá nossa transmissão.