Copa Marshal, o início

SÃO PAULO – Está aí, com produção da equipe do Marcos Rossini, o VT da primeira bateria da corrida que marcou em fevereiro, aqui no autódromo de Interlagos, o início da disputa da Copa Marshal de Marcas & Pilotos. Que vem a ser o Campeonato Paulista da categoria, batizado em 2011 como Copa Engebrás.

Na Copa Marshal, grid batendo na casa dos 50 carros, como tem sido costume nas últimas temporadas. E, pelo segundo ano, o pessoal do campeonato confiou a mim a narração das corridas para o novo pacote de transmissão por vários canais de TV por assinatura – aliás, o Rossini bem poderia compartilhar com a galera aqui do BLuc a extensa lista de opções para se acompanhar as corridas em 2012, que ele próprio me adiantou ao telefone e eu, por puro desleixo, não anotei.

Por enquanto, dá pra ver por aqui. Como eu disse, temos aqui a primeira bateria da primeira etapa. Na semana que vem teremos por aqui a segunda bateria.

ATUALIZANDO EM 12 DE MARÇO, ÀS 15h:
O Rossini me passou ontem à noite o link da edição da segunda bateria da primeira etapa, devidamente postado aí abaixo. Hoje ou amanhã devo narrar para o Sport Brazil as provas da segunda etapa.

ASSISTA TAMBÉM:

Copa Marshal: segunda etapa

Copa Marshal: terceira etapa

Copa Marshal: quarta etapa

Copa Marshal: quinta etapa

Copa Marshal: sexta etapa

Copa Marshal: sétima etapa

E pra Copa Engebrás, nada?

Vivem uma situação no mínimo pitoresca, os pilotos da Copa Engebrás de Marcas & Pilotos. Que vem a ser o Campeonato Paulista, maior competição oficial do automobilismo brasileiro, tendo chegado a mais de 70 carros inscritos em algumas das etapas da temporada de 2011.

A situação atípica a que eu me referia é fruto da falta de habilidade dos dirigentes, os da FASP e os da CBA, para o lido com algo de inalcançável compreensão como uma planilha com datas. Não haveria, isso era sabido, data disponível em Interlagos para as últimas etapas do Campeonato Paulista – para quem não lembra, já toquei no assunto dois meses atrás.

O Paulista de Automobilismo, cabe lembrar, é composto por trocentas categorias, que dividem uma programação bastante movimentada a cada etapa. Refiro-me aqui apenas à Copa Engebrás, com a qual tenho algum contato por narrar suas corridas nas transmissões em VT pelo Speed Channel.

A FASP foi a última a assinar embaixo de sua falta de planejamento e só assumiu a descoberta da América – a de que não haveria data disponível em Interlagos para terminar o Paulista ainda neste ano – no início de outubro, mesmo dia em que a associação que gere a Copa Engebrás transmitiu tal posição dos dirigentes a seus filiados. Pois bem. Os pilotos veem-se diante de três opções para fecharem sua temporada, opções colocadas em votação pela associação.

Uma, a de terminar o campeonato deste ano só em 2012, com uma rodada dupla entre os dias 20 e 22 de janeiro, uma semana antes da disputa das 24 Horas de Interlagos. Outra, a de disputarem as baterias da nona etapa em Curitiba, entre os dias 18 e 20 do mês que vem, com a etapa final acontecendo igualmente de 20 a 22 de janeiro do ano em que o mundo vai acabar. E, uma terceira, a de manter o evento de novembro em Curitiba, com rodada dupla para que os pilotos reúnam os familiares para os festejos de fim de ano já sabendo quem são os campeões de 2011. Correr em Curitiba não seria uma novidade para a categoria paulista, que realizou lá, no último fim de semana de setembro, uma rodada dupla extra-campeonato.

A oitava etapa da Copa Engtebrás aconteceu quase dois meses atrás, nos dias 20 e 21 de agosto. E serão exibidas neste domingo, a partir das oito da manhã, no VT do Speed, com reapresentações na sequência da programação do canal.