Na íntegra: Sprint Race 2017, 3/8

GOIÂNIA – Justiça seja feita, eu também tinha deixado de compartilhar um vídeo da Sprint Race Brasil, o da transmissão das corridas da terceira etapa, que aconteceram em Cascavel exatamente dois meses atrás. Ei-lo, pois.

A Sprint Race retoma a ação neste fim de semana em Interlagos. A quarta etapa terá três corridas, em vez das duas habituais. A bateria extra, que vai acontecer amanhã ao fim da tarde, configura a Corrida dos Convidados, em que nomes fortes do automobilismo juntam-se aos competidores habituais do campeonato para uma disputa extra. A experiência foi um dos maiores acertos da temporada passada.

Anúncios

Na íntegra: Porsche Império GT3 Cup 2017, 2/9

GOIÂNIA – Semana que vem retomamos o calendário do Porsche Império GT3 Cup. A categoria volta a Buenos Aires, onde já estivemos em 2010 e 2011, para as corridas da quarta etapa da temporada de 2017. Lidando com as coisas do evento aqui, preparando alguns subsídios para a transmissão das corridas, atinei-me de checar o blog para conferir se as postagens da íntegra das corridas já realizada estão em dia. Não estão, como de costume. Pior ainda, deixei de compartilhar com meu eleitorado deste espaço as provas de duas etapas. Imperdoável.

Enfim, vamos resgatando esse conteúdo. Trago hoje as corridas da etapa de Interlagos, a segunda do ano. A categoria Cup teve três corridas no evento, uma delas como forma de reposição, para os pilotos, da prova suspensa por causa da chuva na abertura da temporada, em Curitiba. Vamos às três.

Pela categoria Challenge, como sempre, tivemos uma corrida em Interlagos. Segue o vídeo, também.

Cascavel de Ouro no BandSports

OURO LARGADA

Largada da Cascavel de Ouro de 2016, com 42 carros. Promotores esperam 50 no grid da edição cinquentenária, no dia 5 de novembro – só porque, tecnicamente não cabem mais que isso.

GOIÂNIA – Faltam exatamente 100 dias para a largada daquela que tem tudo para ser a maior edição da Cascavel de Ouro de todos os tempos. Como a do ano passado já foi, com 42 carros e 100 pilotos, na verdade 99 pilotos e eu. Como a de 2015 já havia sido, com seus 38 carros e 87 pilotos.

Mas não se pode medir a grandeza e uma corrida pelo número de nomes na folha de inscrição, claro. A Cascavel de Ouro é bem mais que isso. Neste ano sob a batuta do Caio Carvalho e do Edson Massaro no campo promocional, num processo que resguarda a soberania técnica e desportiva da Federação Paranaense de Automobilismo e do Automóvel Clube de Cascavel, a 31ª edição, no dia 5 de novembro, vai celebrar os 50 anos de história da corrida. História que, cabe nota, vem sendo contata sob deliciosa metodologia no perfil de Facebook “Automobilismo de Cascavel rumo ao museu”, mantido pela Regina Sperança.

Bem, estamos a 100 dias da largada e as definições importantes que ainda não aconteceram têm de acontecer. Como a transmissão de televisão. Com a indispensável consultoria técnica do Jorjão Guirado, um grande papa no assunto, o Caio e o Edson chegaram a um acordo com o BandSports, que vai transmitir as três horas de corrida ao vivo. É, de fato, garantia de uma exposição de mídia interessantíssima, sobretudo para pilotos e equipes de longe de Cascavel que precisam configurar seus patrocínios e apoios para confirmar participação na corrida.

O Caio e o Edson trabalham com a perspectiva de um grid com 50 carros daqui a 100 dias, quando o primeiro a completar as três horas de corrida terá direito, além do troféu que batiza o evento, a um cheque de R$ 100 mil. Cheque ou dinheiro vivo, não sei bem como vai ser esse pagamento. Essa previsão de grid não traduz nenhuma genialidade: ocorre que, por uma fórmula matemática oficial que considera quase uma dezena de fatores, é esse o número máximo de carros que podem figurar nessa corrida. Porque, aposta minha, passaremos com folga dos 50 carros inscritos.

OURO TV 2

A Cascavel de Ouro terá representantes de todos os campeonatos regionais do Brasil em carros que serão conduzidos, também, por pilotos de todas as categorias nacionais da atualidade.

O kart na TV

GOIÂNIA – Olhem que legal, isso. Números do SporTV que dão uma boa noção do sucesso que foi a iniciativa da CBA de viabilizar a transmissão ao vivo das corridas finais do 52° Campeonato Brasileiro de Kart. Que aconteceram na pista do Beto Carrero nos dois últimos fins de semana, com recorde de mais de 500 pilotos participantes, não lembro o número exato.

Os cálculos de retorno de mídia, uma conta um tanto subjetiva mas que publicitários e profissionais de marketing leem muitíssimo bem, apontam para um resultado superior a R$ 8,6 milhões. Lido um pouco com números assim, às vezes, o suficiente para atestar que é um patamar dos mais louváveis.

Aplauso aos que fizeram a coisa acontecee. O bom e velho kart faz por merecer há décadas uma projeção de mídia dessa magnitude.

A CBA, a Copa Truck, nós e os Corsinhas…

IMG-20170706-WA0032

Bate-papo com o Dadai nos boxes, ontem. Não sei exatamente o motivo da visita dele ao evento. Mas não importa: ele também não tem ideia do que me trouxe a Caruaru para correr… 

CARUARU – Vim a Pernambuco para correr, algo que jamais tinha imaginado. Amanhã participo da primeira etapa do Torneio Nordeste de Marcas & Pilotos. Uma etapa aqui em Caruaru, outra daqui a duas semanas em Fortaleza, as duas como preliminares da cada vez mais sólida Copa Truck.

Ontem, no intervalo dos treinos, parei para um papo rápido nos boxes com o presidente da Confederação Brasileira de Automobilismo, Waldner Bernardo. Que não esteve em nenhuma das duas primeiras etapas da Copa Truck, mas marca presença na deste fim de semana.

Vá lá que o Dadai é pernambucano e mora em Recife, está pertinho de casa, mas é no mínimo instigante vê-lo visitando a categoria de box em box poucos dias depois da Fórmula Truck suspender seu campeonato de 2017. Lembremos que a CBA, logo em seguida a essa suspensão, divulgou nota comunicando a rescisão do contrato que conferia à Fórmula Truck o direito de promover o Campeonato Brasileiro de caminhões.

JEG 66

Esse é o carrinho que vai me levar à pista amanhã em Caruaru, na abertura do Torneio Nordeste de Marcas & Pilotos. Aproveitamos para promover um pouquinho a nossa Cascavel de Ouro.

Depois de responder ao Dadai as coisas de praxe sobre meu fim de semana de corrida, perguntei-lhe algo sobre os planos para as corridas de caminhões de 2018. Ele só disse que é muito cedo para falar no assunto.

Quanto ao meu fim de semana de corrida, ele está sendo bem complicado. Talvez até mais que imaginei antes de sair de Cascavel para vir para cá. Mas é como acabei de comentar com o Felipe Carvalho, que também veio de lá para participar da corrida: o que tinha para dar errado já deu. Amanhã vai ser só alegria. É o que esperamos.

JEG 03

O Felipe Carvalho também veio de Cascavel para correr em Caruaru. Está na mesma equipe que eu, a Jeg Team Racing, do Rogério “Jegue” dos Santos, que é um ídolo do automobilismo pelas bandas de cá. 

Ao pôr-do-sol

 

IMG-20170707-WA0065

Campeão da Sprint Race em 2012, o gaúcho Gustavo Martins, que correu a convite da dupla de pai e filho Marcus e Lucas Peres, venceu a Corrida dos Convidados em 2016

CARUARU – O Thiago Marques, em alguns aspectos, lembra muito o Dener Pires. Não só pelo formato dos campeonatos de automobilismo que promovem, com a preparação de todos os carros a cargo da mesma equipe técnica e toda a providência logística para proporcionar a seus pilotos o máximo de conforto com o mínimo de incômodo. Ambos conseguem.

 

Os dois se assemelham, também, na busca desenfreada por novidades. Gostam de inventar moda, em português bem claro, em que pese a diferença entre as propostas das duas categorias. Tal qual o Dener faz há tantos anos no Porsche Império GT3 Cup, o Thiago tem implantado muita coisa nova em sua Sprint Race Brasil. Uma das grandes sacadas do ano passado, a meu ver, foi a Guest Race. Corrida para convidados, obviamente, em que os participantes da Sprint formam duplas, ou trios, com feras de outros campeonatos. Os pontos das posições conquistadas valem para os titulares da Sprint Race.

A Guest Race de 2017 vai ser a próxima etapa da Sprint Race, dias 29 e 30. Serão três baterias, em vez das duas habituais – a prova extra é, obviamente, a dos pilotos convidados. Que terá mais uma novidade. Vai acontecer no fim da tarde, comecinho da noite. Imagino que o panorama das imagens de TV e das fotografias vá ser dos mais interessantes. Sunset Race, é como anunciam o formato. Muito nome em inglês, mas o nome da categoria também vem do inglês, então está tudo at home.

A Guest Race do fim do mês já tem confirmados vários nomes de peso. Júlio Campos, Guilherme Salas e Ricardo Zonta, todos pilotos da Stock Car, estarão lá, atuando ao lado de Raphael Campos, Erik Mayrink e Kau Machado/Jorge Martelli, respectivamente. Eduardo Berlanda volta ao grid para reeditar com o irmão Wanderley Júnior a dupla que conquistou o título da categoria no ano passado. Luca Milani, que vem colecionando pódios no Brasileiro de Turismo, também volta à Sprint, em dupla com Luiz Túrmina. Tem mais uma galera bacana para ser anunciada nos próximos dias. Já ouvi dizer que o Galid Osman e o Ricardo Sperafico vão aparecer na lista também.

IMG-20170707-WA0064

Ricardo Zonta, que correu como convidado da dupla Jorge Martelli/Kau Machado, foi o pole position da Corrida dos Convidados em 2016