Senna, 60: todas as vitórias

CASCAVEL – Nada de grandes papagaiadas patrióticas, mas cabe lembrar: Ayrton Senna faria 60 anos hoje. Nada a escrever a respeito de uma data que não existe – ou de um evento que não existe nesta data, melhor dizendo.

O que Senna faria da vida nos dias de hoje? Estaria se divertindo no Mundial de Endurance? Teria se aventurado nos ovais da Indy depois de encerrar a carreira na Fórmula 1 guiando carros da Ferrari? Estaria desafiando a resistência do próprio estômago exercendo algum mandato no meio podre da política brasileira? Será que vivo ainda sustentaria o rótulo de ídolo brasileiro, como Pelé e Zico, Chico Anysio, Zé Rico, Sílvio Santos?

Bem, Ayrton Senna faria 60 anos hoje, e se vivo talvez até estivesse nos ajudando, a nós que orbitamos as corridas de carros no Brasil, a pensar em soluções para a reposição dos calendários que o vírus chinês forçou a suspenderem. Como se foi, limito-me a relembrar, neste espaço modesto e pouco visto, as 41 vitórias conquistadas na Fórmula 1 por um brasileiro que se tornaria, hoje, um ilustre sexagenário.

GP de Portugal, Estoril, 21 de abril 1985. Screenshot_20200320-102841_Chrome

GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, 15 de setembro 1985Screenshot_20200320-104653_Chrome

GP da Espanha, Jerez de La Frontera, 13 de abril de 1986Screenshot_20200320-103713_Chrome

GP dos EUA, Detroit, 22 de junho de 1986Screenshot_20200320-103909_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 31 de maio de 1987Screenshot_20200320-104114_Chrome

GP dos EUA, Detroit, 21 de junho de 1987Screenshot_20200320-104033_Google

GP de San Marino, Imola, 1º de maio de 1988Screenshot_20200320-105131_Chrome

GP do Canadá, Montreal, 12 de junho de 1988Screenshot_20200320-105239_Chrome

GP dos EUA, Detroit, 19 de junho de 1988Screenshot_20200320-105402_Chrome

GP da Inglaterra, Silverstone, 10 de julho de 1988Screenshot_20200320-105522_Chrome

GP da Alemanha, Hockenheim, 24 de julho de 1988Screenshot_20200320-110209_Chrome

GP da Hungria, Hungaroring, 7 de agosto de 1988Screenshot_20200320-105825_Chrome

GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, 28 de agosto de 1988Screenshot_20200320-111056_Chrome

GP do Japão, Suzuka, 30 de outubro de 1988Screenshot_20200320-110017_Chrome

GP de San Marino, Imola, 23 de abril de 1989Screenshot_20200320-105101_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 7 de maio de 1989Screenshot_20200320-113034_Chrome

GP do México, Cidade do México, 28 de maio de 1989Screenshot_20200320-113132_Google

GP da Alemanha, Hockenheim, 30 de julho de 1989Screenshot_20200320-113948_Chrome

GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, 27 de agosto de 1989Screenshot_20200320-114104_Chrome

GP da Espanha, Jerez de La Frontera, 1º de outubro de 1989Screenshot_20200320-114239_Chrome

GP dos EUA, Phoenix, 11 de março de 1990Screenshot_20200320-114750_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 27 de maio de 1990Screenshot_20200320-115032_Chrome

GP do Canadá, Montreal, 10 de junho de 1990Screenshot_20200320-115406_Chrome

GP da Alemanha, Hockenheim, 29 de julho de 1990Screenshot_20200320-113837_Twitter

GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, 26 de agosto de 1990Screenshot_20200320-115558_Chrome

GP da Itália, Monza, 9 de setembro de 1990Screenshot_20200320-115732_Twitter

GP dos EUA, Phoenix, 10 de março de 1991Screenshot_20200320-120147_Chrome

GP do Brasil, Interlagos, 24 de março de 1991Screenshot_20200320-121008_Chrome

GP de San Marino, Imola, 28 de abril de 1991Screenshot_20200320-121415_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 12 de maio de 1991Screenshot_20200320-122027_Chrome

GP da Hungria, Hungaroring, 11 de agosto de 1991Screenshot_20200320-122406_Google

GP da Bélgica, Spa-Francorchamps, 25 de agosto de 1991Screenshot_20200320-122600_Twitter

GP da Austrália, Adelaide, 3 de novembro de 1991Screenshot_20200320-121405_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 31 de maio de 1992Screenshot_20200320-121428_Chrome

GP da Hungria, Hungaroring, 16 de agosto de 1992Screenshot_20200320-122952_Chrome

GP da Itália, Monza, 13 de setembro de 1992Screenshot_20200320-123117_Chrome

GP do Brasil, Interlagos, 28 de março de 1993Screenshot_20200320-120443_Chrome

GP da Europa, Donington Park, 11 de abril de 1993Screenshot_20200320-123444_Chrome

GP de Mônaco, Monte Carlo, 23 de maio de 1993Screenshot_20200320-123639_Chrome

GP do Japão, Suzuka, 24 de outubro de 1993Screenshot_20200320-123921_Chrome

GP da Austrália, Adelaide, 7 de novembro de 1993Screenshot_20200320-124028_Chrome

Na íntegra: Hyundai Copa HB20 2019

copa hb20 interlagos

A programação em Interlagos acabou sendo composta por três corridas, para reposição da prova suspensa no Velopark. Uma delas, a “Sunset Race”, obviamente ao cair da tarde. Foto produzida pelo Rodrigo Ruiz.

CASCAVEL – Sem corridas no Brasil por pelo menos mais um mês por conta da pandemia, encontrei tempo para, como dizem hoje, “maratonar” uma série. Mas não série policial, de comédia ou investigativa. Vou “maratonar”, sim, a série de 16 corridas que compuseram a primeira temporada da Hyundai Copa HB20.

A sequência de cada etapa é composta por dois vídeos. O primeiro de cada sequência tem, logicamente, apenas a primeira corrida da etapa, a que abria a rodada dupla no sábado. O segundo traz um compacto da corrida da véspera e a íntegra da segunda, reproduzindo a íntegra da transmissão ao vivo dos eventos pelo BandSports – o canal continuará acolhendo as corridas em 2020, aliás. Narrei todas elas. Daniel Kelemen, piloto de corridas e organizador da competição, foi meu comentarista em maioria delas, parceria que também acabou sendo exercida, em momentos esporádicos, por Átila Abreu, Jan Telecki, Marcelo Gomes e Marcelo Zebra.

Quanto ao post de ora, um detalhe a ser observado: a etapa do Velopark acabou tendo só a corrida do sábado. Choveu horrores no domingo e a decisão comum foi a de adiar a segunda prova, que acabou reposta no fim de semana de encerramento do campeonato, em Interlagos. Assim, na sexta etapa, temos uma prova no Velopark, disputada em outubro, e outra em Interlagos, de dezembro.

 

CAMPO GRANDE, ETAPA 1, CORRIDA 1

CAMPO GRANDE, ETAPA 1, CORRIDA 2

 

LONDRINA, ETAPA 2, CORRIDA 1

LONDRINA, ETAPA 2, CORRIDA 2

 

CURVELO, ETAPA 3, CORRIDA 1

CURVELO, ETAPA 3, CORRIDA 2

 

SANTA CRUZ DO SUL, ETAPA 4, CORRIDA 1

SANTA CRUZ DO SUL, ETAPA 4, CORRIDA 2

 

CASCAVEL, ETAPA 5, CORRIDA 1

CASCAVEL, ETAPA 5, CORRIDA 2

 

VELOPARK, ETAPA 6, CORRIDA 1

INTERLAGOS, ETAPA 6, CORRIDA 2

 

GOIÂNIA, ETAPA 7, CORRIDA 1

GOIÂNIA, ETAPA 7, CORRIDA 2

 

INTERLAGOS, ETAPA 8, CORRIDA 1

INTERLAGOS, ETAPA 8, CORRIDA 2

Mil Milhas com pneus slick e pneus de rua

FB_IMG_1583458725843

Largada da Mil Milhas do Brasil em 2020, no primeiro minuto de 15 de fevereiro, com uma dúzia de carros. Aposto que esse número vai pelo menos triplicar para 2021. A foto é do Cláudio Kolodziej.

CASCAVEL – “A Elione Queiroz foi mais homem que muitos promotores de corrida que eu conheço”. Devo ter dito essa frase a mais de uma dezena de amigos no mês passado, durante e depois da realização da Mil Milhas do Brasil. Afinal, ela bateu no peito e, sob a incredulidade de um batalhão inoperante, assumiu a missão de fazer acontecer a corrida de mil milhas, que representa uma das maiores tradições do automobilismo nacional – se não a maior.

Fez, e colocou a primeira e a última hora da disputa de Interlagos ao vivo num dos principais canais esportivos da televisão por assinatura do continente. Teve pouco tempo para trabalhar na realização do evento, é verdade, e talvez esse tenha sido seu maior pecado na empreitada. Ainda assim, e com a perspectiva revelada na semana da corrida que o grid teria apenas 11 carros, a Elione manteve tudo que prometeu aos pilotos. No dia da largada, apareceu mais um carro, inclusive. Foi um grid de uma dúzia.

Screenshot_20200305-224021_Facebook

A Ginetta G55 de Vichiese, Turvey e Guerra teve até um princípio de incêndio durante um pit stop ao amanhecer, mas a situação foi contornada e a equipe Stillux venceu. Foto do Rafa Catelan.

Na pista, o que todo mundo sabe. Vitória de Ésio Vichiese, Stuart Turvey e Renan Guerra com a Ginettta G55 da Stillux Racing, segundo lugar do quarteto da Autlog Racing, que teve Flávio Abrunhoza, Leandro Ferrari, Renato Braga e Marcelo Brisac revezando a pilotagem do Mercedes-Benz AMG GT4, terceira posição do quarteto gaúcho da Motorcar, que reuniu no protótipo MRX os irmãos Gustavo e Rafael Simon e mais Maninho Cardoso e seu filho Rafael Cardoso. Fora da pista, bastante gente do automobilismo concomitando reações diversas: uns, o arrepedimento por não ter alinhado seu carro no grid; outros, o reconhecimento – nem sempre sincero – de que Elione se superou ao plantar a semente da Mil Milhas do Brasil; e outros, ainda, resistentes a reconhecer o mérito da promotora do evento de fazer uma corrida de mil milhas voltar a acontecer depois de mais de uma década de promessas de vários lados.

Li e ouvi, na época da Mil Milhas do Brasil, bastante gente se queixando da formatação do regulamento técnico, que grosso modo admitia apenas carros calçados por pneus slick. A alegação, neste caso, acabava servindo como justificativa para a ausência no grid. “Se abrissem para carros com pneu de rua eu teria corrido”. Bem, uma das mudanças para a edição de 2021 da Mil Milhas Brasil está aí: o regulamento será reformulado e oferecerá categorias para acolher carros de turismo com pneus de rua.

Screenshot_20200307-100656_Photos

O Mercedes AMG GT4 de Abrunhoza, Ferrari, Braga e Brisac teve um problema nos freios pela manhã. Até então, disputou a liderança volta a volta com a Ginetta G55. Outra foto do Rafa Catelan.

Reconhecendo que a iniciativa de fazer a Mil Milhas do Brasil acontecer com um trabalho de poucos meses foi “um atrevimento”, a Elione me antecipou que a edição de 2021 já está confirmada para dia 25 de janeiro, integrando o calendário oficial de festividades pelo aniversário da cidade de São Paulo. Como a data vai cair numa segunda-feira, imagino que possa haver uma antecipação para dia 24, domingo. Com largada à meia-noite, como foi no mês passado, isso já está definido.

Elione foi bastante questionada antes da prova do mês passado. Enfrentou resistência, inclusive, do clube detentor do nome “Mil Milhas Brasileiras”. Foi diante disso que o nome mudou para “Mil Milhas do Brasil”, outra marca, e o evento aconteceu sob chancela da Federação de Automobilismo de São Paulo.  “Depois do nosso atrevimento apareceram vários parceiros interessados em estar conosco no ano que vem”, ela me contou. Bem, isso posso testemunhar:  eu mesmo estou tratando com ela as bases para que a Gold Classic, categoria de carros clássicos e antigos que promovo desde 2018, abra a próxima temporada na programação preliminar da Mil Milhas. Vai dar certo, eu diria.

Esse regulamento reformulado, com admissão dos carros de turismo com pneus de rua, será colocado à prova antes disso, segundo a Elione, que planeja praticá-lo na outra corrida a que aplica seu trabalho e sua assinatura: 12 Horas de Goiânia, no dia 25 de julho. Tal qual ocorreu com a Mil Milhas, a corrida de daqui a quatro meses e meio está sendo planejada para ocorrer em caráter extracampeonato. E, segundo a Elione, sob o mesmo esquema de transmissão pela televisão.

 

FB_IMG_1583458733527

Pódio da Mil Milhas. A partir da esquerda: Nenê Finotti, Marcelo Servidone, Jorge Machado, Tinoco Soares, Pipa Cardoso, José Vilela, Flávio Abrunhoza, Leandro Ferrari, Renato Braga, Renan Guerra, Ésio Vichiese, Stuart Turvey, Gustavo Simon, Rafael Simon, Rafael Cardoso, Maninho Cardoso,  Ciro Paccielo, Álvaro Vilhena e Evandro Camargo.

Na íntegra: Copa HB20 2019, 7/8

SÃO PAULO – Como amanhã começa a programação da rodada tripla que encerra a temporada da Hyundai Copa HB20, vamos completar no blog a série de postagens com os vídeos na íntegra das corridas de 2019. Hoje, as duas da etapa do mês passado em Goiânia.

Primeiro vídeo com a íntegra da corrida de sábado, segundo vídeo com a transmissão pelo BandSports, que incluiu o VT compacto da primeira prova e o ao vivo da segunda.

Na íntegra: Copa HB20 2019, 6/8

SÃO PAULO – A passagem da Hyundai Copa HB20 por Nova Santa Rita foi a mais atípica até aqui. Não pelo que aconteceu na pista, mas pelo que deixou de acontecer: a segunda corrida, do domingo. A chuva deixou o traçado do autódromo Velopark numa condição considerada impraticável e a direção de prova, em conjunto com a diretoria do campeonato, optou por não autorizar a largada para a prova complementar da etapa.

Não haverá buracos no calendário, é bom que se frise. Essa corrida, com o mesmo grid definido na prova do sábado gaúcho, acontecerá neste sábado em Interlagos, no início da tarde. Depois disso é que se farão as provas da etapa paulista, a última do campeonato. Horários de largada e consequentemente das transmissões ao vivo estão devidamente indicados nas mídias sociais do campeonato – @copahb20, no Instagram, e /CopaHB20, no Facebook.

A única corrida que aconteceu no Velopark, com geração de imagens da Master CATVE e minha narração, segue reproduzida aqui.

Na íntegra: Gold Classic Cascavel 2019

SÃO PAULO – Boa parte da manhã foi despendida a conversas e tratativas acerca da continuidade da Gold Classic, evento que o Edson Massaro e eu criamos quase sem querer lá em Cascavel no ano passado e que acabou caindo no gosto da nossa galerinha do automobilismo.

Já foram três edições. A última dessas completou um mês ontem. Aconteceu lá mesmo, em Cascavel, na preliminar da última Cascavel de Ouro. Tivemos as corridas exibidas na internet e também pela CATVE, conforme podemos rever nos vídeos a seguir.

As corridas das duas primeiras edições também estão disponíveis aqui no blog: a primeira de 2018 em Cascavel está nesse link aqui; a de setembro último em Interlagos pode ser vista aqui. Ao que tudo indica, conforme as intenções manifestadas pelos próprios pilotos, a Gold Classic terá três edições ao longo de 2020. Foi sobre isso, inclusive, que me debrucei hoje cedo. Encaminhar a organização desses três eventos.

Na íntegra: Copa HB20 2019, 5/8

SÃO PAULO – Chegou a semana da decisão da Copa HB20, evento especial com três corridas em Interlagos, o que me faz lembrar que há tempos não trago aqui ao blog os vídeos com a íntegra das corridas. Então, hora de recuperar esse prejuízo a fórceps.

Hoje temos aqui os VTs das provas que marcaram a quinta etapa, no início de outubro em Cascavel. A primeira corrida, no sábado, teve transmissão pela internet. Ei-la, com minha narração e comentário do Daniel Kelemen.

Na transmissão de domingo pelo BandSports e pela CATVE, que incluiu um VT compacto da primeira corrida e o ao vivo da segunda, o time de transmissão teve a participação especial de Atila Abreu, piloto da Stock Car e do Porsche Império Endurance Series, como comentarista convidado.