Stock aqui

CASCAVEL – Então que o Carlos Col, promotor da Stock Car, veio vistoriar, ontem, as obras no autódromo. Acompanhado de autoridades e dirigentes daqui, examinou cuidadosamente cada detalhe, deu pitacos no acabamento e até na posição das zebras – recomendou prolongamento de algumas -, nos procedimentos para montagem das barreiras de pneus ao redor da pista, na instalação de guard-rails, na voltagem da rede elétrica, em tudo que lhe foi mostrado. Foi para isso que veio, afinal.

Enfim, pitacos de quem conhece do assunto. Vários deles devem ser atendidos, outros talvez não, não é o que vem ao caso. A vinda do dirigente suscita, claro, a curiosidade de todo mundo por aqui quanto à possibilidade da volta da Stock Car a Cascavel. A Vicar, empresa representada por Col, faz questão de ver a reforma concluída antes de confirmar qualquer coisa nesse sentido. Uma etapa pelas bandas de cá em 2013 é uma probabilidade.

Ontem, indiquei no Facebook o link do post em que comentei a chegada de Col a Cascavel. Lá, citei o seguinte: “‎Ingo Hoffmann e Angelo Giombelli sustentam, há 21 anos, a condição de últimos vencedores de uma corrida de Stock Car no autódromo de Cascavel. Mas essa, hã, estatística pode mudar. Pode? Pode.” O próprio Ingo tirou uma casquinha, reproduzo a história aí abaixo – se a leitura estiver difícil, clique na imagem que ela amplia.

Que será que o Ingo quer dizer com “se não for neste ano ainda”?

Mais do Velo Città

CASCAVEL – Chegou hoje cedo a confirmação de que a rapaziada da equipe Motores Velozes já havia disponibilizado o clipe produzido na etapa do Velo Città do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil.


O clipe da Motores Velozes é daquelas coisas que o pessoal da categoria fica aguardando depois de cada etapa. Já tinha sido assim, neste ano, com o do Estoril, o do Algarve e o de Interlagos.

A próxima etapa, daqui a exatamente um mês, vai acontecer em Interlagos, numa programação conjunta com a da Driving School promovida pelo Porsche Club Brasil.

Col aqui

CASCAVEL – Agenda revista para a quinta-feira, apesar do acúmulo de papel precisando de algum tratamento sobre a mesa do escritório.

Carlos Col, diretor da Vicar Promoções, empresa responsável pela Copa Caixa Stock Car, desembarca às dez pras três da tarde no aeroporto de Cascavel e, de lá, segue direto para o autódromo, onde fará uma vistoria informal às obras de reforma.

Em sua última aparição por aqui, quase cinco meses atrás, Col disse que fazer um trabalho bom custaria o mesmo que fazer um trabalho ruim, numa alusão a todos os passos que viriam – e vieram – na restruturação do autódromo.

Se concluir que o trabalho feito foi bom, Col poderá tomar, talvez até anunciar, decisões que vão deixar os automobilistas das bandas de cá em polvorosa.

Nunca é demais lembrar que a última corrida da Stock Car no autódromo de Cascavel aconteceu em 1991.

ATUALIZANDO EM 28 DE JUNHO, ÀS 14h06:
O inoxidável Milton Alves, vasculhando seus alfarrábios, garimpa uma precisão maior ao meu pitaco. A última corrida da Stock Car no autódromo de Cascavel, no dia 1º de setembro, foi vencida pela dupla Ingo Hoffmann/Ângelo Giombelli. Ângelo, piloto daqui, também conquistou a pole e cravou a volta mais rápida, segundo o Miltão.

Sangue frio


CASCAVEL – Como empate não é vitória, o corintiano Ingmar Biberg indicou no Twitter instantes depois do apito final na Bombonera, já que não havia nada a comemorar, esse vídeo que mostra que piloto de corridas precisa ter sangue frio acima de tudo.

Foi um lance visto por poucos duranta a etapa do Caterham Tracksport Championship, a categoria dos carrinhos como aquele que eu vi saindo do Estoril.

Alguém sabe quem é o piloto sangue frio?