Turismo na net

EF7T6046

GOIÂNIA – Tem upgrade na mídia do Campeonato Brasileiro de Turismo. A corrida de hoje, que abre a rodada dupla de Goiânia, terá transmissão ao vivo na internet – como já aconteceu com a tomada de tempos de agora há pouco, que deu a pole ao Felipe Guimarães.

A transmissão vai começar às duas da tarde. Basta acessar o canal do Brasileiro de Turismo no YouTube. As duas corridas da rodada dupla goiana – a segunda ficando para amanhã cedo – serão exibidas em VT por um dos canais SporTV na noite de terça-feira, dia 18.

O grid do Brasileiro de Turismo

CBT - DANILO DIRANI

CASCAVEL – Terceira temporada do Campeonato Brasileiro de Turismo começa no fim de semana agora, com rodada dupla em Goiânia, uma corrida no sábado e outra no domingo dentro da nova programação formulada pela Vicar para unir as categorias automobilísticas que promove.

Checando minhas anotações aqui, fruto de minha bisbilhotice aqui e ali, cheguei a 18 nomes confirmados no grid da etapa em Goiânia, que o SporTV vai mostrar em VT na noite de terça-feira, dia 24.

Por ora, pelo que se pode concluir dos apontamentos feitos pelo #DataLuc, as equipes de Danilo Dirani (que chega ao ambiente da Stock Car depois de seis temporadas envolvido com a Fórmula Truck) e de Marco Túlio Souza deverão alinhar apenas um de seus carros – a foto aí de cima mostra justamente o Danilo em ação durante os testes coletivos do início do mês aqui em Cascavel. A gaúcha Mottin Racing, em princípio, não tomará parte da primeira etapa e deverá estar no grid a partir da prova seguinte.

Sem assumir nenhum tom oficial, já que não falo em nome da categoria e de ninguém, eu diria que os 18 pilotos que vão disputar a pole e as vitórias na rodada dupla goiana do Brasileiro de Turismo são os seguintes:

Bravar Motorsport – Danilo Dirani (SP)

C2 Team – Gustavo Lima (DF) e Flávio Matheus (RJ)

Hitech Racing – Marco Túlio Souza (GO)

J. Star Racing – Edson Coelho Júnior (MG) e Gustavo Myasava (PR)

Motortech Competições – Gabriel Robe (RS) e Márcio Campos (RS)

Nascar Motorsport – Felipe Donato (RS) e Peter Júnior (SP)

RKL Competições – Antônio Matiazzi (PR) e Renato Braga (GO)

RSports – Mauri Zacarelli (SP) e Tito Morestoni (SC)

Voxx Racing/Shell Racing – Adibe Marques (SP) e Dennis Dirani (SP)

W2 Racing – Felipe Guimarães (DF) e Marco Cozzi (SP)

No canal campeão

CBT

CASCAVEL – Contaram durante os testes coletivos da semana passada no autódromo daqui, esqueci de repassar. O Campeonato Brasileiro de Turismo passa, em 2015, a ter suas corridas transmitidas pelos canais SporTV.

O canal campeão vai exibir as corridas na íntegra em VT sempre na primeira terça-feira seguinte a cada etapa, a partir das dez da noite. No caso das rodadas duplas, que serão quatro no calendário, a corrida do sábado será mostrada em compacto e a do domingo, na íntegra. A exceção fica por conta da etapa final, no mês de dezembro em Interlagos, que será mostrada ao vivo.

Como o Turismo acompanha sempre os eventos da Stock Car, o SporTV vai preparar também um compacto de cada etapa para exibir entre as provas de cada rodada dupla da categoria principal.

Os horários de Goiânia

23 MARCAS LARGADA

CASCAVEL – Quando a Vicar anunciou ainda em 2014 que concentraria todas as suas categorias em um evento único houve quem chamasse o Maurício Slaviero de maluco. “Não cabe tudo isso na programação”, ouvi.

Bem, no que diz respeito a cronograma, ao menos, podemos afirmar que cabe, sim. Saiu agora há pouco a programação para as etapas de abertura de temporada de Stock Car, Mercedes-Benz Challenge, Brasileiro de Turismo e Brasileiro de Marcas, nos dias 21 e 22 do mês que vem em Goiânia.

A Stock Car vai ter programação diferente da que esperamos para as etapas seguinte, porque em vez de rodada dupla teremos a segunda edição da corrida de duplas dos pilotos.

Aos horários*, sem delongas – entre parênteses, a indicação em minutos da duração de cada atividade:

Quinta-feira, 19 de março

14h – Stock Car: shakedown (10)

14h20 – Stock Car: treino livre para o primeiro grupo, só para convidados (60)

15h40 – Stock Car: treino livre para o segundo grupo, só para convidados (60)

Sexta-feira, 20 de março

8h10 – Brasileiro de Marcas: shakedown (10)

8h30 – Brasileiro de Marcas: treino livre para o primeiro grupo (35)

9h10 – Brasileiro de Marcas: treino livre para o segundo grupo (35)

10h00 – Brasileiro de Turismo: treino livre (45)

11h10 – Brasileiro de Marcas: treino livre para o primeiro grupo (35)

11h50 – Brasileiro de Marcas: treino livre para o primeiro grupo de (35)

12h40 – Brasileiro de Turismo: treino livre (45)

13h50 – Brasileiro de Marcas: treino classificatório (10)

14h20 – Stock Car: treino livre para o primeiro grupo, só para convidados (50)

15h15 – Stock Car: treino livre para o segundo grupo, só para convidados (50)

16h30 – Stock Car: treino livre para o primeiro grupo, titulares ou convidados (40)

17h15 – Stock Car: treino livre para o segundo grupo, titulares ou convidados (40)

Sábado, 21 de março

8h00 – Stock Car: treino livre para o primeiro grupo, titulares ou convidados (40)

8h50 – Stock Car: treino livre para o segundo grupo, titulares ou convidados (40)

9h45 – Mercedes-Benz Challenge: treino livre, as duas categorias (60)

11h00 – Brasileiro de Turismo: treino livre (20)

12h00 – Stock Car: treino classificatório (60)

13h10 – Brasileiro de Turismo: treino classificatório (20)

13h40 – Mercedes-Benz Challenge: treino livre, as duas categorias (60)

15h15 – Brasileiro de Marcas: largada da primeira etapa (25, mais uma volta)

16h25 – Brasileiro de Turismo: largada da primeira etapa (30, mais uma volta)

17h10 – Mercedes-Benz Challenge: treino classificatório CLA 45 AMG Cup (20)

17h40 – Mercedes-Benz Challenge: treino classificatório C250 Cup (20)

Domingo, 22 de março

8h40 – Brasileiro de Turismo: largada da segunda etapa (30, mais uma volta)

10h30 – Stock Car: largada da primeira etapa (50, mais uma volta)

12h35 – Mercedes-Benz Challenge: largada da primeira etapa (45, mais uma volta)

14h15 – Brasileiro de Marcas: largada da segunda etapa (25, mais uma volta)

235710_441936_15195230078_a41490765e_h* (ATUALIZANDO EM 13 DE MARÇO, ÀS 16h12)

A programação para o sábado, dia 21, acaba de passar por breves ajustes. Já fiz as alterações decorrentes no post original. Continua sendo o que está aqui, portanto.

#DataLuc no Brasileiro de Turismo

TURISMO - LARGADA (DB)

CASCAVEL – A segunda temporada da categoria de acesso à Stock Car formatada em 2013 como Campeonato Brasileiro de Turismo conhecerá seu campeão no dia 2 de novembro, com a 12ª corrida do calendário em Viamão, no Autódromo Internacional de Tarumã. Será o oitavo evento da competição em 2014, ano em que se lançou o formato de rodadas duplas, praticado na abertura da temporada em Interlagos, nas duas etapas disputadas em Goiânia e também em Curitiba.

As 11 primeiras corridas marcaram a aparição de nove pilotos no pódio do Brasileiro de Turismo. Quem colecionou mais troféus foi Guilherme Salas. O paulista da W2 Racing venceu seis vezes e conquistou um segundo lugar. O gaúcho Márcio Campos, pela Sicredi Racing, somou seis pódios – duas vitórias, dois segundos e dois terceiros lugares. Alimentando uma nova rivalidade nas pistas, Salas e Campos são os principais candidatos à taça reservada ao campeão.

A disputa pelo título envolve outros três nomes. O paulista Raphael Abbate, companheiro de equipe de Salas, está em terceiro lugar no campeonato depois de duas vitórias, um segundo e dois terceiros lugares. Foi ao pódio cinco vezes, mesma quantia acumulada pelo mineiro Edson Coelho Júnior, da RSports, que somou três segundos e dois terceiros lugares e está em quinto na tabela. O quarto é o paulista Marco Cozzi, com uma vitória, dois segundos e um terceiro lugar.

Outros quatro pilotos conquistaram troféus na segunda edição do Brasileiro de Turismo. O mato-grossense João Pretto, que disputou parte da temporada pela Mottin Racing, obteve um segundo lugar, resultado que também levou o gaúcho Gabriel Robe ao pódio uma vez, igualmente pela equipe de Luciano Mottin. O catarinense Tito Morestoni, pela RSports, somou um troféu de terceiro lugar. Pedro Boesel, nas corridas que disputou pela mesma RSports, obteve três terceiros lugares.

Cinco dos 20 pilotos que vão disputar o título na corrida em Viamão mantêm chances de repetir o título conquistado em 2013 por Felipe Fraga, que defendeu a W2 Racing. O paraense radicado em Tocantins estreou na atual temporada na série principal da Stock Car pela equipe de Mauro Vogel e conquistou duas vitórias – uma delas em sua corrida de estreia, em que aderiu ao então inédito formato de disputa em duplas e atuou ao lado do paranaense Rodrigo Sperafico.

Sem mais delongas, depois de muito usar o ábaco do #DataLuc para quilos e mais quilos de papel rabiscado, vamos à versão resumida do que cada um dos cinco postulantes ao título precisa para levantar o troféu e assumir a conta do jantar de todo mundo na noite de 2 de novembro em Viamão – estarei lá; portanto, podem incluir meu nome na lista de comensais. Vale lembrar que essa etapa final valerá o dobro da pontuação habitual.

Eu gosto desse lance de pontos em dobro na última etapa. Aumenta a disputa, sem dúvida.

Guilherme SALAS (SP/W2 Racing), 176 pontos

TURISMO - SALAS (DB)

Líder da temporada com seis vitórias em 11 corridas, será campeão sem fazer contas se terminar a etapa de Tarumã entre os três primeiros colocados. Se ficar em quarto ou quinto, depende da vitória não ser de Márcio Campos. Com um sexto ou um sétimo lugar, precisará que o vencedor seja qualquer piloto diferente de Campos ou de Raphael Abbate. Um 17º lugar de Salas não só elimina Marco Cozzi e Edson Coelho da disputa pelo título como também pode lhe render o título, caso Campos seja 12º e Abbate fique fora do grupo dos sete primeiros.

Márcio CAMPOS (RS/Sicredi Racing), 164 pontos

TURISMO - CAMPOS (FN)

Para conquistar o quinto título em cinco disputados – um na categoria Novatos do Gaúcho de Marcas & Pilotos e três no Mercedes-Benz Grand Challenge –, o piloto da Sicredi Racing dependerá diretamente da colocação final de Guilherme Salas. Vencendo a corrida, Campos precisará que o adversário não suba ao pódio. Sendo segundo, dependerá de Salas no máximo em oitavo, desde que Abbate não vença. Com qualquer resultado entre terceiro e 14º em Viamão, Campos, para ser campeão, precisará estar sete posições à frente de Salas – sendo terceiro, depende também de Abbate não vencer; em quarto, de Abbate ser no máximo terceiro. ficando entre quinto e 14º, Campos não poderá estar a mais que duas posições de Abbate. O 15º lugar não serve para o título do gaúcho.

Raphael ABBATE (SP/W2 Racing), 158 pontos

TURISMO - ABBATE (DB)

Tem chance de ser campeão até se terminar a etapa em 11º, desde que Salas não esteja entre os 20 que marcam pontos e Campos seja no máximo 20º, sem que a vitória seja de Marco Cozzi ou Edson Coelho Júnior. Caso vença, para ser campeão, Abbate dependerá do companheiro de equipe não ser um dos seis primeiros colocados. Se for segundo, precisará de Salas no máximo em 11º, com Campos fora do pódio. O terceiro lugar garante o título a Abbate se Salas não ficar entre os 12 primeiros e Campos for no máximo sexto. Com o quarto lugar, o piloto precisará que Salas seja no máximo 14º e que Campos não passe do oitavo lugar.

Marco COZZI (SP/Carlos Alves Competições), 136 pontos

TURISMO - COZZI (AS)

Vice-campeão em 2013, tem na conquista da vitória na etapa de Tarumã sua única possibilidade de ser campeão. Mas não depende só de si: além de ganhar a corrida, depende de Salas terminar no máximo em 18º, Campos ficar de 12º para trás e Abbate não ser um dos oito primeiros. Qualquer desfecho que fuja desta combinação adiará o sonho do título em pelo menos um ano.

Edson COELHO Júnior (MG/RSports), 133 pontos

TURISMO - COELHO 2 (LS)

Depois de ter liderado o campeonato à custa da boa regularidade e de ter sido apontado como favorito ao título, é o piloto que vive a situação mais difícil entre os que decidirão o título em Viamão. Para manter o assunto, precisa antes de mais nada conquistar sua primeira vitória na categoria. A partir disso, torcer para que os resultados mais positivos de seus adversários sejam um 18º lugar de Salas, um 12º de Campos e um 10º de Abbate.

(Num lembrete à moda da casa, como ainda não descobri a ferramenta para indicar o crédito no cantinho da foto, menciono aqui os fotógrafos que contribuíram para ilustrar o post: Duda Bairros produziu as fotos da largada, do Salas e do Abbate; Fernando Nunes mandou a foto do Campos; a do Cozzi foi feita pelo André Santos; o xará Luciano Santos fez a foto do Coelho)

O primeiro grid

Imagem

CASCAVEL – O Campeonato Brasileiro de Turismo, nova série de acesso à Stock Car, começa domingo agora em Brasília. A primeira etapa, com 35 minutos de duração, terá largada às 9h15, momentos antes da quarta etapa da categoria principal.

O grid brasiliense tem 18 pilotos confirmados – na verdade, são 17 confirmados, já que a lista de chamada traz um asterisco dúbio à frente do nome do kartista Felipe Fraga. O máximo que o regulamento permite são 22 carros. Um bom começo, portanto.

A foto aí de cima foi feita pelo Niltão Amaral semana passada, no teste coletivo em Tarumã. Mostra o carro do Luiz Sena Júnior.

Os pilotos listados para a etapa brasiliense:

2 – Mauri Zacarelli (Hot Car)

3 – Tito Morestoni (Motortech Competições)

5 – Felipe Tozzo (Nascar Motorsport)

7 – Guilherme Salas (Racequip)

9 – Guilherme Figueirôa (Scuderia 111)

11 – Pedro Boesel (Hot Car)

16 – Marcelo Hahn (J. Star Racing)

17 – Luiz Sérgio Sena Júnior (Motortech Competições)

23 – Marco Cozzi (Carlos Alves Competições)

26 – Raphael Abatte (Carlos Alves Competições)

32 – Fernando Fortes (J. Star Racing)

44 – Norberto Gresse (Nascar Motorsport)

46 – Luiz Carlos Ribeiro (Mottin Racing)

56 – João Preto (Mottin Racing)

71 – Fábio Carreira (W2 Racing)

80 – Felipe Fraga (W2 Racing)

83 – Gabriel Casagrande (Carlos Alves Competições)

88 – Leandro Romera (J. Star Racing)