O Mercedes-Benz Challenge 2019

MBC 2

Campeão em 2018, Raijan Mascarello cumprirá sua terceira temporada consecutiva pela gaúcha Mottin Racing, que terá cinco carros na classe principal do Mercedes-Benz Challenge.

CASCAVEL – Como prometido semana passada, depois de falar com algumas pessoas que fazem a festa acontecer, trago aqui uma prévia do que será o grid do Mercedes-Benz Challenge na temporada de 2019. A primeira etapa vai acontecer daqui a pouco mais de um mês, dia 24 de março, em Goiânia.

No início desta tarde de 18 de fevereiro, dia da postagem, são 23 os carros estimados para o primeiro do grid do ano. Número que deve, sim, chegar à casa dos 30, visto que a lista ainda não incluir nenhum dos carros da Hot Car ou da Paioli Racing, e que também há vagas disponíveis em times como a PGL Racing, por exemplo, além da CenterBUS-Sambaíba ter mais um nome para anunciar nos próximos dias. Havendo atualizações, elas serão incorporadas ao despretensioso levantamento do blog.

Por ora, independentemente da data em que esse post seja lido, os nomes do Mercedes-Benz Challenge para a primeira das oito etapas de 2019 são os seguintes:

4 – Henrique Tibúrcio (GO), Brandão Motorsport/C250 Cup

6 – Fernando Júnior (RS), CenterBUS-Sambaíba/CLA 45 AMG Cup

7 – César Fonseca (SP), CenterBUS-Sambaíba/CLA 45 AMG Cup

10 – Pierre Ventura (RS), Mottin Racing/CLA 45 AMG Cup

14 – Júnior Victorette (SP), Cordova Motorsports/CLA 45 AMG Cup

17 – Raijan Mascarello (MT), Mottin Racing/CLA 45 AMG Cup

20 – Roger Sandoval (RS), Mottin Racing/CLA 45 AMG Cup

29 – Iturival Neto/Vinícius Fugi (GO/GO), Brandão Motorsport/C250 Cup

33 – Adriano Rabelo (CE), Cordova Motorsports/CLA 45 AMG Cup

37 – Paulo Varassin/Lorenzo Varassin (PR/PR), Cordova Motorsports/CLA 45 AMG Cup

55 – Roberto Santos (SP), Della Via Racing/C250 Cup

57 – Felipe Tozzo (SC), Mottin Racing/CLA 45 AMG Cup

60 – Betão Fonseca (SP), CenterBUS-Sambaíba/CLA 45 AMG Cup

62 – Jared Wilson (EUA), CenterBUS-Sambaíba/C250 Cup

63 – Ivan Camargo (SP), CenterBUS-Sambaíba/C250 Cup

65 – Estefano Boiko Júnior (PR), CenterBUS-Sambaíba/C250 Cup

67 – Carlos Girolla/Cristiano Tock (SP/SP), CenterBUS-Sambaíba/C250 Cup

68 – Daniel Kelemen (SP), CenterBUS-Sambaíba/C250 Cup

80 – Ricardo Brittes (GO), WCR/CLA 45 AMG Cup

84 – Cello Nunes (SP), Cordova Motorsports/CLA 45 AMG Cup

88 – Fernando Amorim Jr. (SP), Mottin Racing/CLA 45 AMG Cup

225 – Max Mohr (SC), WCR/C250 Cup

227 – Miro Cruz (GO), Brandão Motorsport/CLA 45 AMG Cup

MBC 1

Esta será a nona temporada de história do Mercedes-Benz Challenge, sexta em que o campeonato tem na pista disputas distintas nas classes CLA 45 AMG Cup e C250 Cup.

 

Esquadrão alaranjado

Screenshot_20180521-202737_2

Serão nove os carros da CenterBUS-Sambaíba no grid do Mercedes-Benz Challenge na etapa de 24 de março em Goiânia. Expectativa é do campeonato começar com mais de 30 pilotos inscritos.

CASCAVEL – Mês que vem começa a nona temporada do Mercedes-Benz Challenge, a sexta com o grid mesclando os modelos CLA 45 AMG e C250 Turbo, que integram categorias distintas. A primeira etapa, no dia 24 de março, vai levar a categoria de volta ao autódromo de Goiânia. Por ora o foco é total na composição do grid, com algumas equipes já definidas e outras ainda em negociação com seus possíveis pilotos.

A CenterBUS-Sambaíba será, mais uma vez, a equipe mais numerosa no grid do MBC: nada menos que nove carros alaranjados estarão alinhados para a largada da etapa goiana. Três deles na CLA 45 AMG Cup, a divisão principal do campeonato. Betão Fonseca, líder do time, mantém seu número 60, com seu irmão César Fonseca no 7 e Fernando Júnior, gaúcho que soma dois títulos na competição, com o 6.

Outros seis carros da equipe de Taboão da Serra estarão, logicamente, na C250 Cup. O norte-americano Jared Wilson volta ao grid no carro número 62. Ivan Camargo estará no 63, com Estefano Boiko no 65, a dupla Carlos Girolla/Cristiano Tock no 67 e Daniel Kelemen, que também compete na Old Stock Race, no 68. O nome do titular do carro 69 ainda não chegou aqui… Camargo, Boiko, Tock e Girolla estrearam na categoria pela equipe na última etapa da temporada passada, em Curitiba.

A intenção de um pré-levantamento de como estará o grid do Mercedes-Benz Challenge nas oito etapas de 2019 me levou naturalmente a consultar primeiro o Wagner Agostinho, chefe de equipe da CenterBUS-Sambaíba. Primeiro por se tratar, como já disse, da maiores equipe do grid. Segundo, por eu estar absolutamente em casa – foi por essa equipe, afinal, que fiz uma participação em 2018, em Interlagos, e me tornei o 50º terráqueo a alcançar o pódio da categoria. Mas, voltando ao assunto, a ideia inicial era a de tentar antecipar quem vai estar na pista em 2019. Sigo com esse levantamento junto a pilotos e equipes e espero trazê-lo aos que aqui me leem o mais brevemente possível.

CONTO 6

A histórica (para mim, é claro) participação deste escriba falante na etapa de Interlagos de 2018, pela CenterBUS-Sambaíba, rendeu um simpático troféu de quinto lugar. – éramos 16 na C250 Cup.

 

Oito alaranjados na pista

ZOIAO 4

Antes de voltar a narrar as corridas da categoria, estive na pista com a CenterBUS-Sambaíba na etapa de Interlagos, com o carro número 66, claro. Larguei em nono e terminei em quinto. Deu pódio.

CASCAVEL – É semana decisiva para o Mercedes-Benz Challenge, que desembarca no Autódromo Internacional de Curitiba para a corrida que vai definir os quatro títulos brasileiros em disputa – CLA 45 AMG Cup, C250 Cup e a classe Máster das duas categorias. Vai ser, também, meu último compromisso de 2018 no que diz respeito à narração para transmissões ao vivo de corridas – a prova decisiva terá largada às 10h25 e será mostrada no BandSports, como sempre.

Uma final de campeonato para a qual a CenterBUS-Sambaíba se apresenta com carga total. Além dos carros dos paulistas Betão Fonseca e César Fonseca e do gaúcho Fernando Júnior na classe principal, a equipe de Taboão da Serra terá cinco representantes na classe C250 Cup. Ângelo Giombelli, cascavelense que dispensa apresentações à comunidade do automobilismo, volta ao cockpit do carro número 67. No 63 estará o campineiro Ivan Luís Camargo, que estreia nas competições depois de passar pelo devido treinamento na escola de pilotagem de Beto Manzini. O carro 65 será pilotado por Stefano Boiko Júnior. Os carros inscritos sob os números 167 e 168 serão conduzidos por Carlos Girola e Cristiano da Silva Tock, de Blumenau, que estreiam na categoria depois de passar pelas competições catarinenses de velocidade na terra.

“Todos esses pilotos deverão estar com a nossa equipe no campeonato de 2019”, segundo me antecipou o coordenador geral do time, Wagner Danilo Agostinho, que foi quem me deu todas as tintas do assunto quando fiz, em maio, uma participação na categoria pela própria CenterBUS-Sambaíba – foi pouco antes de eu voltar aos microfones da categoria nas transmissões do BandSports.

Screenshot_20180521-202737_2

O esquadrão da CenterBUS-Sambaíba no Mercedes-Benz Challenge. Com sede em Taboão da Serra, equipe alaranjada começa desde já a formar seu time de pilotos para o campeonato de 2019.

 

Col vai promover o MB Challenge

324611_742677_luiz_carlos_ribeiro_fabiodavini_49964

Luiz Carlos Ribeiro, campeão da CLA 45 AMG Cup em 2016, conquistou na etapa de outubro em Viamão sua primeira vitória no Mercedes-Benz Challenge. A foto é do repertório do Fábio Davini.

SÃO PAULO – Chegou agora à tarde às caixas postais dos pilotos e chefes de equipe do Mercedes-Benz Challenge o comunicado emitido pelo departamento de Marketing e Comunicação da Mercedes-Benz do Brasil. A missiva eletrônica formaliza a transferência de gestão do campeonato a partir da próxima temporada. Passa da marca alemã para a Mais Brasil, agência de Carlos Col. No mundinho das corridas é dispensável apresentar Col, que redefiniu os rumos da Stock Car ainda nos anos 90, que na última temporada foi consultor na fase de renascimento das corridas de caminhões no Brasil e, já anunciado, será o promotor da Copa Truck, campeonato recém criado e que assume sem surpresas, face à gestão eficiente, o status oficial de Campeonato Brasileiro.

Falta afinar detalhes e fazer o anúncio oficial, mas é sabido que Col e seu time, dos mais funcionais, passam a tocar o campeonato, que desde a falência da GT Brasil passou a integrar os eventos da Vicar, dividindo espaços e programações com a Stock Car e suas agregadas. Várias composições foram cogitadas para os CLA 45 AMG e os C250 com a estrela de três pontas na grade dianteira seguissem em ação. O Challenge vai mesmo acompanhar as etapas da Copa Truck – oito das nove confirmadas na última semana, e a exceção fica por conta da passagem dos caminhões por Buenos Aires. A conversa toda ainda vai passar pela associação de pilotos da categoria, claro. Para que haja um ok de todas as partes envolvidas, e a partir disso passa-se a tratar de toda a conversa da segunda página – transmissão de televisão, por exemplo.

O Mercedes-Benz Challenge foi criado em 2011, tendo seu grid composto por 22 carros da categoria C250 Turbo. João Campos e seu filho Márcio, correndo em dupla, foram campeões nas duas primeiras temporadas. Em 2013, em atuação individual, Márcio chegou ao tricampeonato – dali seguiu para o Brasileiro de Turismo, onde terminou uma temporada em terceiro e foi campeão das duas seguintes, para estrear na Stock Car no campeonato atual. Voltando à C250, Cristian Mohr faturou o título de 2014. Peter Michael Gottschalk foi o campeão duas vezes, em 2015 e no ano passado.

Em 2014, a expansão do campeonato levou à implantação de mais uma categoria, a CLA 45 AMG Cup, que trouxe à pista o modelo homônimo e, diante da manutenção dos C250, fez o grid atingir a casa de 40 carros. O paulista Arnaldo Diniz e os gaúchos Fernando Júnior e Luiz Carlos Ribeiro conquistaram os três títulos já decididos, e Júnior lidera com folga a classificação atual.

324611_742674_paioli_fabiodavini_49305

A C250 Cup deu início à trajetória do Mercedes-Benz Challenge no Brasil e terá sob a batuta de Carlos Col, na programação da Copa Truck, sua oitava temporada de existência. Foto do Davini, também.

 

 

A sétima temporada

mbc

A temporada de 2017 será a sétima de existência do Mercedes-Benz Challenge no Brasil. Desde 2014 a categoria tem subdivisão em duas categorias – a CLA 45 AMG Cup e a C250 Cup. A foto é do Fábio Davini.

CASCAVEL – Descarte do pior resultado, bonificação por pole position e mudanças técnicas nos carros integram o pacote apresentado aos pilotos do Mercedes-Benz Challenge para a sétima temporada de existência da categoria.

As mudanças estão bem esmiuçadinhas aqui, no site da categoria. A primeira das oito etapas vai acontecer em Goiânia no dia 2 de abril. O campeonato mantém a transmissão ao vivo de suas etapas no BandSports – continuo na narração das corridas.

Mercedes Challenge na preliminar da F-1

MBC 1

CASCAVEL – Já deixou de ser segredo absoluto, então não há por que não compartilhar com a audiência do blog: vai ter atração a mais no GP do Brasil de Fórmula 1 deste ano.

Desde 2005 as corridas da categoria no país têm etapas do Porsche GT3 Brasil em sua programação preliminar. Em 2015, além dos Porsche das categorias Cup e Challenge, o programa em Interlagos vai contar também com uma etapa do Mercedes-Benz Challenge. Será a sétima e penúltima, que acabou adiada em uma semana – estava marcada, inicialmente, para 8 de novembro na pista gaúcha de Tarumã.

Arquitetada por Dimitris Psillakis, diretor da Mercedes-Benz do Brasil, a ideia de incluir o Challenge no evento de 15 de novembro – algo que vem bem a calhar, diante do momento de domínio absoluto que a marca experimenta na Fórmula 1 – teve sua execução cuidadosamente regida pela equipe do Rodrigo Soares, um dos mentores do campeonato monomarca existente no Brasil. Já soube que o Toto Wolff, o diretor da equipe de Fórmula 1 da marca, ficou bastante satisfeito com a novidade.

Porsche GT3 Cup, Mercedes-Benz Challenge e Fórmula 1. Fim de semana no renovado Interlagos vai ser dos mais interessantes. Até porque as duas marcas alemãs têm muito mais em comum, no Brasil, que apenas o nome do narrador das corridas de seus campeonatos de automobilismo.

MBC 2