Aloysio na rede

E o Aloysio Ludwig Neto, enquanto dá um tempo com as competições e mantém a forma com sessões semanais de kart, resolve entrar para o time dos blogueiros.

Ele me passou o link agora há pouco só para contar a novidade, para mostrar, mesmo. Disse que está no ar em caráter experimental, mas não vejo problema nenhum em compartilhar com quem passa por aqui – está lá, por exemplo, o flagrante do dia em que ele ficou com a alavanca de câmbio na mão na hora da largada. Está aqui o blog do cara, que é piloto dos bons e parceiro dos melhores.

Quem tem algum tipo de contato com o automobilismo do Paraná sabe que Aloysio é o cara quando se trata de pilotar. E quem o define como ex-piloto pode… Bem, deixemos que ele próprio conte as histórias do passado e do futuro lá no novo espaço.

Túnel do tempo

Era até óbvio demais, muito fácil, mas é fato que eu nunca tinha ido atrás de colocar no computador os jogos aos quais despendia tardes e noites, na infância, na frente de um Atari. Na verdade, perceba-se aqui uma mentira minha para tentar entrar na moda de 25 ou 30 anos atrás, já que o meu videogame era um Daktar II, que meu pai comprou já usado, veio acompanhado de dois cartuchos de jogos.

Enfim, tentei na última semana. Nem sei qual foi a pentelhação virtual que não consegui baixar direito e desisti. Até que agora há pouco apareceram aqui em casa a Dani e o Claudir, cunhada e seu marido, ele um cara que resolve qualquer coisa em se tratando de hardware ou software. Em poucos segundos na frente do computador, estávamos jogando Enduro.

Faltava no laptop um aplicativo, ou qualquer coisa do gênero. Não falta mais e a vida ficou mais alegre com os melhores jogos eletrônicos que já inventaram. Estão nesse site aqui, a quem possa interessar. Dos meus preferidos de décadas atrás também achei ali o River Raid e o o Pitfall.

Agora é que não me sobrar mais tempo pra nada, mesmo.