Team Brazil na Europa

Imagem

MOGI MIRIM – Antes tarde do que nunca, a menção à equipe brasileira que vai alinhar dois carros na Nascar Whelen Euro Series – já vi chamarem de Euronascar, denominação que não existe. É o Team Brazil, que marca presença com dois modelos Chevrolet SS. Um será pilotado por Victor Guerin e Alex Fabiano; o outro, por William Ayer Júnior e Marçal Melo. O site da categoria anuncia a empreitada dos brasileiros dizendo que o quarteto vai levar um pouco de samba para o grid. Samba? Bem… Alegorias improváveis à parte, o campeonato vai começar nos dias 12 e 13 de abril em Valencia. O grid da etapa espanhola está fechado com 34 carros, com pilotos de 20 nacionalidades. Já há qualquer coisa em torno de 70 mil ingressos vendidos.

O campeonato terá 24 corridas, sempre com duração de 30 minutos, cada. Serão seis rodadas quádruplas, com duas corridas aos sábados e duas aos domingos – os grids do domingo são formados por uma tomada de tempos diferente, que considera o tempo da melhor volta de cada piloto durante sua corrida na véspera. Cada integrante da dupla disputa duas das quatro corridas de um evento, e cada um pontua por si, em seu campeonato, sem depender dos resultados do companheiro de equipe – o que há, na verdade, é um revezamento dos carros.

O contato com os europeus que viabilizou a criação do Team Brazil e sua inscrição no campeonato de 2014 vem sendo costurado desde fins de 2012 por Adriano Gonçalves, que atua no marketing, e pelo próprio William – que está lá, inclusive, e com quem conversei por longos minutos há pouco, já adentrando o início do sábado europeu. O carro número 82 terá William disputando as duas corridas da categoria Elite 1 e Marçal nas duas da Elite 2. No carro 83, Victor participa da Elite 1 e Alex, da Elite 2 – Marçal e Alex, que foram vice-campeões da subdivisão GT Premium no Sul-Americano de GT em 2013, também vão pontuar no Gentleman Trophy.

Depois de Valencia, a Nascar Whelen Euro Series vai passar por Brands Hatch, na Inglaterra; Tours Speedway, uma pista oval na França; Nürburgring, na Alemanha; Magione, na Itália; e Le Mans, de volta à França. Os planos do Team Brazil são de inscrever um terceiro carro já a partir da etapa britânica. A programação da primeira etapa está aqui, completinha. Ainda não tenho sei dizer se haverá transmissão das corridas da categoria para o Brasil. Pode ser que haja.

Aí abaixo, um vídeo que nos mostra um pouco do que é o campeonato.

Cascavelense na USF2000

Imagem

CASCAVEL – Depois de uma temporada na Fórmula 3 sul-americana pela campeã HiTech Racing, Gustavo Myasava direciona sua carreira aos Estados Unidos. O piloto cascavelense de 17 anos será um dos quatro pilotos da Afterburn Autosport na liga Cooper Tires USF2000 – os outros serão os também brasileiros Felipe Donato e Victor Franzoni e o holandês Jeroen Slaghekke.

O campeonato terá sua primeira etapa em rodada dupla, uma corrida no sábado e outra no domingo, na programação preliminar da abertura da temporada da Fórmula Indy nas ruas de St. Petersburg, na Flórida.

Gustavo disputou no mês passado no autódromo de Guindy, em Madras, o MRF Challenge, torneio equivalente à etapa final do Campeonato Indiano da F-2000. Ele integra, claro, o time que vai levar Cascavel a dominar o mundo.

Sucesso ao Gustavo, que deve ganhar logo, logo companhia cascavelense em pistas norte-americanas.