Longa duração na Copa HB20

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

A Hyundai Copa HB20 teve um início de trajetória de gala em Campo Grande, um mês atrás, e em sua primeira temporada está prestes a lançar um campeonato paralelo com provas de longa duração.

CASCAVEL – Pouca gente acreditou que sairia do papel no prazo prometido. Eu, mesmo, cheguei a duvidar, a vinte dias da primeira largada. Não é feio admitir um palpite errado. Mas a Hyundai Copa HB20 não só aconteceu como teve um nascimento sólido e bem aceito pela comunidade do automobilismo, e nessa lista incluam-se os que estavam perto ou participando e também os que estavam acompanhando de longe. A quem possa interessar, o conteúdo da transmissão da primeira etapa, disputada em Campo Grande, pode ser vista nesse link aqui.

Pois bem, a categoria teve um início positivo e, já nesta primeira temporada, prepara novidades que não estavam no roteiro. Além das oito etapas compostas por duas corridas curtas, de 30 minutos e mais uma volta, a Copa HB20 terá ainda em 2019 três provas de longa duração. Provas com três horas de duração, em que os pilotos do campeonato correrão ao lado de convidados. A coisa toda está em fase final de elaboração na mesa do Daniel Kelemen e será devidamente anunciada nos próximos dias.

Fosse eu o capitão dessa nau, as três etapas de longa duração da Copa HB20 aconteceriam em Guaporé, Cascavel e Piracicaba – abriria mão de narrar as corridas para delas participar. Como não sou, e não estou minimamente perto disso, dou meu palpite que essas etapas vão acontecer em Curitiba (ou Cascavel), Tarumã (ou Velopark) e Interlagos.

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Com pacote técnico uniforme e o mais baixo dos orçamentos entre os campeonatos brasileiros de automobilismo, a Hyundai Copa HB20 terá sua segunda etapa nos dias 1º e 2 de junho em Londrina.

Copa HB20: Marcos Silva Ramos

IMG_20190412_124749506_HDR

CAMPO GRANDE – O nome de Marcos Silva Ramos me é bastante comum. Menos por sua extensa trajetória no automobilismo, mais por ele ser um dos que integram a galeria de campeões da Cascavel de Ouro, evento anual com o qual assumi envolvimento direto nas últimas temporadas. Marquinhos, como anuncia o adesivo no parabrisa de seu carro, é um dos pilotos inscritos na Copa HB20, que já teve seus primeiros treinos do dia aqui em Campo Grande.

O contato de Ramos com as corridas vem desde a infância. Começou aos 9 anos a se dedicar ao kart, modalidade da qual jamais se desligou – quando não corre, pelo menos se submete a treinos periódicos. A isso, juntam-se atuações duradouras no automobilismo paranaense. Correu com um GM Chevette – modelo usado em sua vitória na Cascavel de Ouro de 1980 – por vários anos no Paranaense de Marcas, onde depois atuaria com vários outros modelos de carro. Com um Peugeot 206, por exemplo, conquistou três títulos consecutivos no Metropolitano de Marcas de Curitiba. Somou atuações vitoriosas também em competições e provas festivas de endurance e passou pelo Mercedes-Benz Challenge.

A opção pela Copa HB20 para a temporada de 2019 veio com naturalidade, fruto da coincidência de duas condições de Marcos Silva Ramos: é piloto de corridas e concessionário da Hyundai em Curitiba. Seu carro na competição terá o número 8.

A Copa HB20 2019

IMG-20190411-WA0079

Os carros da Copa HB20 foram à pista em Campo Grande hoje para um teste que serviu para checagem geral dos equipamentos. Programação oficial da primeira etapa será aberta amanhã.

CASCAVEL – O que mais tenho ouvido da galerinha do automobilismo nas últimas semanas é a pergunta sobre quem serão os pilotos da nova Copa HB20, que estará na pista a partir desta sexta-feira em Campo Grande para a primeira das oito etapas que vão compor o calendário nesta primeira temporada.

Bem, entre os vários afazeres das últimas semanas vim falando com um, com outro, e cheguei a uma pretensa lista – nenhum teor oficial ou institucional desse apanhado, ok? – dos participantes da categoria. Que seguem aí abaixo. No caso dos que têm os nomes negritados, e são quase todos, basta clicar no nome do piloto para acessar o modesto registro feito pelo blog da chegada ao campeonato.

A primeira corrida da etapa campo-grandense da Copa HB20, no sábado, terá largada às 13h45 locais, 14h45 em Brasília. A de domingo vai começar às 14h do horário de Mato Grosso do Sul, 15h de Brasília. No caso de domingo, estaremos no ar desde as 14h30 (de Brasília) no BandSports, apresentando o VT da disputa do sábado e a corrida de domingo ao vivo – digo “estaremos” porque fui escalado para narrar as etapas do campeonato nas transmissões de TV. Geração de imagens será dos parceiros da Master/CATVE, claro.

Sem mais delongas, pois, vamos aos pilotos que vão dar início à história da Copa HB20.

0 – Wagner Cardoso (SP)

3 – Caíto Carvalho/Felipe Carvalho (PR/PR)

5 – Edgar Colamarino (SP)

6 – Luiz Albuquerque (AM)

8 – Marcos Silva Ramos (PR)

11 – Sandro Siqueira/Luciano Viscardi (SP/SP)

13 – Marcelo Zebra (SP)

15 – Bruno Testa (SP)

18 – Daniel Nino (SP)

26 – Raphael Abbate (SP)

33 – Eduardo Doriguel (SP)

42 – Lucas Bornemann/Chris Bornemann (PR/PR)

44 – Diego Augusto (SP)

55 – Luis Ornelas (SP)

60 – Betão Fonseca/César Fonseca (SP/SP)

70 – Kleber Barcellos (SP)

74 – Odair dos Santos/Edgar Favarin (PAR/PR)

111 – Robinson Molly (SP)

113 – Witold Ramasauskas (SP)

IMG-20190411-WA0075

Montados a partir da versão R Spec, os carros da Copa HB20 pesam 150 kg menos que os modelos de rua. Os motores desenvolvem potência de até 160 cv. E as fotos do post são do Rodrigo Ruiz.

 

 

 

 

 

Copa HB20: Edgar Favarin

EDGAR FAVARIN

Multicampeão no automobilismo paranaense, Edgar Favarin chega ao grid da Copa HB20 para dar novo rumo à parceria que mantém há três anos com Odair dos Santos.

CASCAVEL – Falei até agora um pouquinho de cada piloto que vai disputar a partir de amanhã, em Campo Grande, a primeira temporada da Copa HB20. Nos casos de inscrição em dupla, dei dois pitaquinhos em um post só. E por que fazer diferente com Edgar Favarin e Odair dos Santos? Bem, porque Odair foi o primeiro a anunciar presença no novo campeonato apoiado pela Hyundai e dele falei nesse post de quase três meses atrás. A parceria com Edgar, pelo menos para mim, é notícia nova, fiquei sabendo disso ontem ou anteontem.

A bem da verdade, a parceria não tem nada de nova. Os dois trabalham juntos há pelo menos três temporadas. Edgar, um dos pilotos mais experientes do automobilismo do Paraná, exerceu relevante função técnica no processo de adaptação às pistas do “Paraguaio Voador”, que tomou contato com as corridas só em 2015. Até disputaram em dupla uma rodada dupla do Metropolitano de Marcas & Pilotos de Cascavel. Agora, lançam-se juntos ao desafio de buscar o primeiro título brasileiro da categoria.

Edgar Favarin, já falei, é um dos pilotos de carreira mais vitoriosa do Paraná, colecionando títulos e vitórias em corridas longas extracampeonato. Dentre várias outras façanhas, é o recordista de vitórias da Cascavel de Ouro, tendo vencido sete das 32 edições realizadas em mais de 50 anos. Teve participações vitoriosas em uma série de categorias de âmbito nacional, também – Fórmula Ford, Brasileiro de Marcas e Fórmula Palio estão na lista.

Copa HB20: Witold Ramasauskas

Screenshot_20190411-140651~2

Witold Phellip Ramasauskas fez carreira em categorias de turismo, passou duas temporadas pilotando caminhões e volta aos carros de tração dianteira na Copa HB20

CASCAVEL – O sobrenome é um dos mais complicados do grid e, como vou narrar as corridas nas transmissões pelo BandSports, tratei de treinar bastante sua pronúncia. Witold Ramasauskas também estará no grid da nova Copa HB20, que abre sua temporada em Campo Grande com uma corrida no sábado e outra no domingo.

Conheci-o quando ainda atendia por Witold Phellip e corria no Paulista de Marcas, época em que conquistou o título da classe Novatos em 2014 e o da Light em 2015. Em 2017, viveu um dos momentos altos de sua carreira, com a conquista da vitória na corrida final da etapa final da Copa Truck em Tarumã. Já adotando a apresentação atual Witold Ramasauskas, foi piloto de caminhões por duas temporadas, as duas últimas, na RM Competições. Seu histórico de pista inclui duas vitórias pela Fara USA, ambas em Daytona, três títulos no kart do interior paulista, participações com pódio  na classe B em três edições das 500 Milhas de Kart da Granja Viana e experiências em provas da Sprint Race Brasil e da Fórmula 1600 paulista.

Bisneto de lituanos, o que justifica o nome de pronúncia difícil, Witold Phellip Ramasauskas nasceu em São Paulo, tem 31 anos e é o piloto do Hyundai HB20 número 113. Silibor, BR Company, XCar e Hospital São Cristóvão são os apoiadores com os nomes estampados na carroceria do carro.

Copa HB20: Luiz Albuquerque

IMG-20190410-WA0085

Luiz Albuquerque teve uma carreira bastante eclética no esporte a motor. Foi até piloto de dragsters em competições norte-americanas de arrancadas. Desafio da Copa HB20 é inédito em seu repertório.

CASCAVEL – O Norte do Brasil também terá um representante no grid da Copa HB20. Luiz Albuquerque, amazonense de Manaus que há anos vive em São Paulo, será o titular do carro número 6 no campeonato que terá sua primeira etapa sábado e domingo, com duas corridas no Autódromo Internacional de Campo Grande.

 

“Vai ser legal demais voltar a correr aos 50 anos”, admite Albuquerque, que é concessionário da Hyundai. “Isso me deixou bem próximo do surgimento da ideia do campeonato, do projeto todo”. Seu envolvimento com as corridas vem desde os 11 anos, quando teve suas primeiras experiências como piloto de motocross. O passo seguinte foi o kart, até passar a viver no Rio de Janeiro e estrear na motovelocidade como piloto da Copa RD 350. O contato com o automobilismo carioca o levou à condição de piloto de arrancadas – o ponto alto dessa trajetória ocorreu na metade da década de 90, quando pilotou Dragsters durante o tempo em que viveu nos Estados Unidos.

 

O contato com as arrancadas seguiu, sobretudo depois da construção de uma pista homologada da modalidade em Manaus. “Fiquei sempre entre a arrancada e o kart, até que surgiu a ideia da Copa HB20. A resistência do equipamento e a equalização dos carros vão fazer do nosso campeonato um dos mais interessantes do automobilismo”, aposta Albuquerque, que terá em seu carro os logos de Grupo Pole Position, FBA Alimentos Selecionados, Torino Massas, Espantalho Pneus, Tessa Mídia, FK Filmes e LA Arts.

Copa HB20: Luís Ornelas

FB_IMG_1554907194706

Luís Ornelas em momento de tietagem a Felipe Massa no autódromo de Interlagos: depois de uma fase dedicada ao kart, o desafio inédito no automobilismo com a Copa HB20.

CASCAVEL – As características do pacote técnico e desportivo formatado pela H Racing para a Copa HB20 atraíram diferentes grupos de pilotos para a mais nova categoria do automobilismo brasileiro. Alguns deles que inclusive não tinham contato com as pistas de corridas havia algum tempo, caso do paulista Luís Ornelas.

Frequentador assíduo do ambiente das competições, Ornelas direcionou a primeira fase de sua carreira ao kart. Foi campeão paulista, disputou o Brasileiro e se afastou das pistas. Atraído pelo lançamento da categoria monomarca da Hyundai, que terá as primeiras corridas da primeira etapa no sábado e no domingo em Campo Grande, fez alguns treinos e disputou uma prova de turismo em Piracicaba na semana passada, conquistando o terceiro lugar na categoria Marcas B.

Um dos trunfos de Ornelas para esta primeira temporada na Copa HB20 será o coaching de Alexandre Souza, atual campeão paulista de Marcas e três vezes campeão da categoria no ECPA – os dois foram e são adversários no kart, também. O carro terá o número 55 e os logos de PowerClean, Zunky Rodas, Schuck, Motorkote e Gammaplast.