Na íntegra: Brasileiro de Turismo 1600, 4/6

CASCAVEL – A PlayTV exibiu no último domingo o VT das duas corridas que compuseram no Velo Città, no dia 24 de setembro, a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo 1600. Como de costume, trago aqui ao blog o material, tal qual foi ao ar. Imagens da equipe do Beto Borghesi, edição do André Moura, narração minha.

A terceira etapa, realizada em Goiânia, também foi disponibilizada no YouTube, está nesse link aqui. A temporada terá sequência no dia 25 de novembro, com a quinta etapa no Autódromo Internacional Ayrton Senna, na preliminar das 500 Milhas de Londrina. As corridas da sexta e última vão acontecer em Interlagos, no dia 17 de dezembro, em programação conjunta com a da Copa Truck e da etapa final do Campeonato Paulista de Automobilismo.

Anúncios

Tela veloz

TURISMO VC

CASCAVEL – Disputadas no Velo Città há dez dias, as corridas da quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Turismo 1600 serão exibidas pela Play TV em VT neste domingo, dia 8, a partir das nove da manhã. A emissora, aliás, vai apresentar todas as etapas desta segunda metade da temporada, que tem liderança paranaense nas duas categorias – Daniel Kaefer, na A, e Edson Bueno, na B.

A próxima etapa do Brasileiro de Turismo 1600, no dia 25 de novembro, vai ser preliminar das 500 Milhas de Londrina. Estarei lá, pra narrar uma competição e participar da outra.

Turismo 1600 na PlayTV

Foto: Rodrigo Aguiar Ruiz

Velo Città, Londrina e Interlagos serão os palcos da reta final do Campeonato Brasileiro de Turismo 1600. Exibição de todas as corridas pela PlayTV é uma realidade muito próxima.

CASCAVEL – O Campeonato Brasileiro de Turismo 1600 dará início domingo agora, dia 24, à segunda metade de sua primeira temporada. Para maioria dos pilotos vai ser uma oportunidade inédita de acelerar no Velo Città, belíssimo autódromo que há cinco anos escreve da pacata Mogi Guaçu parte boa da história do automobilismo brasileiro.

Os VTs das duas corridas serão exibidos no domingo mesmo, via internet, em canais e horários que vamos divulgar à exaustão nos grupos de mensagens e em todas as redes sociais. A novidade desta etapa, que muito provavelmente será estendida às duas seguintes, fica por conta da exibição das corridas na televisão pela PlayTV, em datas e horários que vamos igualmente informar na sequência aos que acompanham o campeonato.

Nem sei se era para revelar, mas como vai para a televisão e para a internet não há motivo para maiores discrições. A inserção do Brasileiro de Turismo 1600 na grade de programação da PlayTV foi viabilizada pelo Grupo Financial. A logo dourada da empresa, que começa a ser vista com bastante frequência aqui e ali nesse mundinho das corridas, estará estampada nas testeiras de todos os carros de grid – devem ser quase 30 em Mogi, na programação dos 500 Quilômetros de São Paulo.

O cubo mágico

TURISMO 1600 CASCAVEL

A primeira temporada do Campeonato Brasileiro de Turismo 1600 teve sua largada no dia 28 de maio no Autódromo Internacional de Cascavel, com domínio de Júnior Caús. A foto é da Cíntia Azevedo.

CASCAVEL – O Ângelo Correa, que ao fim e ao cabo é quem está suando sangue para levar a efeito a primeira temporada do Campeonato Brasileiro de Turismo 1600, já levou bordoada de todos os lados, como dizem, por conta da indefinição de datas e locais para as três etapas que ainda restam para o fim da competição. É necessário admitir: até de mim, que procuro ser parceiro dele, ele ouviu coisas despidas da gentileza esperada.

Pilotos e equipes que já disputaram as etapas de Cascavel, Curitiba e Goiânia vêm cobrando essa definição há semanas, e com razão. Tenho acompanhado de perto, apesar da distância geográfica, o drama que o Ângelo tem vivido para formatar a coisa. E posso testemunhar que a realização do campeonato assemelha-se bastante ao que fazemos com cubos mágicos: quando fecha a cor de um lado, bagunça a de outro que já estava montada. Se você não sabe o que é cubo mágico, paciência. Promover e organizar eventos, sobretudo no automobilismo, é tarefa das mais difíceis. Sei bem do que estou falando, principalmente desde que passei para o lado de trás do balcão da Cascavel de Ouro, alguns meses atrás.

O Brasileiro de Turismo 1600 começou de um ímpeto, mais de 20 anos depois do Campeonato Brasileiro de Marcas & Pilotos sumir do mapa. Em essência, é a mesma categoria, que leva à pista modelos de fabricação nacional com motorização de 1.600 cilindradas. Gol, Celta, Palio, Ka, Fiesta, 207, C3, Corsa, Clio. Os carrinhos que temos em nossas garagens, enfim. Uma fórmula que deu às equipes dos campeonatos regionais o acesso ao âmbito nacional do nosso automobilismo a um custo substancialmente menor que o dos campeonatos brasileiros em voga.

(Aqui, faço uma justa reparação, a posteriori. Em 2007 a Interlagos Eventos Esportivos, empresa do Toninho de Souza, promoveu um Campeonato Brasileiro de Marcas. Modelos nacionais com motores 1.6 e, como ponto diferencial, pneus slick. As etapas aconteciam em conjunto com o Brasileiro de Endurance, que também tinha promoção da empresa. A primeira, salvo engano, acompanhou a etapa brasileira do WTCC, que abriu a temporada mundial. Lembro de ter trabalhado como locutor de arena nas etapas de Curitiba, Londrina, Cascavel, Campo Grande e Vitória, trabalho que rendeu uns trocados muitíssimo bem-vindos e que torna imperdoável ter esquecido daquela iniciativa no post original. Também houve etapas em Santa Cruz do Sul, Curitiba de novo e Interlagos. Que o Toninho e o Pedro Rodrigo não me levem a mal. Talvez nem tenham lido…)

TURISMO 1600 CURITIBA

Rodrigo Ruiz foi quem fotografou a largada da segunda etapa no dia 24 de junho em Curitiba, onde César Bonilha, atual vice-líder do Brasileiro de Turismo 1600, foi o vencedor das duas corridas.

Fechar o calendário do Brasileiro de Turismo 1600 foi um parto de porco-espinho, como bem definiria um parceiro meu de longa data. Mas fechou, para nosso alívio. A segunda metade da temporada terá corridas em Mogi Guaçu, Londrina e São Paulo, sempre duas por etapa.

A quarta etapa está confirmada para dia 24 de setembro no belíssimo Velo Città, em Mogi Guaçu. Vai compor a programação dos 500 Quilômetros de São Paulo, prova que chega a 60 anos de história e que, neste ano, também vai valer para a disputa pelo título nacional do Dopamina Endurance. A quinta, no dia 25 de novembro, também vai acompanhar um evento bastante tradicional do automobilismo brasileiro: as duas corridas vão dar o tom à programação preliminar das 500 Milhas de Londrina. No encerramento da temporada, dia 17 de dezembro em Interlagos, a categoria acompanhará não só a etapa final do Campeonato Paulista de Automobilismo como, também, a etapa final da nova e ascendente Copa Truck.

Nos próximos dias, ao que tudo indica, surgirão novidades também quanto à transmissão das corridas do Brasileiro de Turismo 1600 pela televisão. Ao fim das contas, pelo pouco que conheço do Ângelo, as bordoadas que ele tomou do automobilismo terão valido a pena.

TURISMO 1600 GOIANIA

A primeira metade do campeonato terminou no dia 29 de julho em Goiânia, onde o líder Daniel Kaefer conquistou uma vitória e um segundo lugar, na vitória do piloto local Edson do Valle. Foto do Randes Nunes.

Na íntegra: Brasileiro de Turismo 1600, 3/6

CASCAVEL – Com as dificuldades que são típicas de qualquer começo ou recomeço, o Campeonato Brasileiro de Turismo 1600 vai se consolidando. A terceira etapa, por exemplo, apresentou duas corridaças, como costumo dizer, no último sábado em Goiânia.

Por Turismo 1600, entenda-se a boa e velha categoria Marcas & Pilotos, que ressurge para o cenário nacional depois de mais de 20 anos fora de cena. Ainda bastante aquém dos padrões que promotores, pilotos e equipes almejam para vários quesitos, mas atrativo, equilibrado e, para quem vê com olhos como os meus, até sedutor. Gente graúda que pendurou as sapatilhas há algum tempo tem olhado com atenção para a nova categoria, pensando seriamente em tirar a poeira do capacete e voltar à ativa. É um dos intuitos da iniciativa.

Tivemos uma transmissão quase ao vivo do evento em Goiânia, diga-se, com o apoio da equipe do Diário de Goiás, que apresentou uma solução técnica bem criativa para termos as corridas à disposição de quem as quisesse ver poucos instantes depois da bandeirada. Os VTs que narrei tendo como comentarista o piloto da casa Raphael Teixeira estão à disposição na internet, e seguem reproduzidos aqui, também.

Quem me acompanha aqui no blog sabe que a série “Na íntegra” propõe-se a reproduzir e disponibilizar para qualquer fim os vídeos de todas as corridas que eu narro – não são poucas, graças a Deus. No caso do Brasileiro de Turismo 1600, abro a série já na terceira etapa. Os VTs das duas primeiras não foram disponibilizados no YouTube ou no Vimeo, ferramentas quase obrigatórias para que sejam compartilhadas aqui. Mas quem tem perfil no Facebook pode ver as transmissões que aconteceram, também.

A primeira etapa aconteceu dia 28 de maio aqui em Cascavel, foi transmitida ao vivo pela CATVE em televisão e internet e exibida também pelo BandSports. Ângelo Giombelli comentou a prova ao meu lado. Para vê-la ou revê-la, basta clicar aqui. A segunda transcorreu em Curitiba no dia 24 de junho, na preliminar da segunda etapa do Dopamina Endurance, e Bruno Vicaria foi o comentarista. A etapa pode ser vista nesse link aqui.