Bacalhau com batatas (39)

MEXILHOEIRA GRANDE – E o Ipe Ferraiolo, que perdeu a vitória da corrida da semana passada no Estoril a poucas curvas da bandeirada final, veio pro Algarve disposto à forra. Ele dominou o primeiro treino livre de ontem, estava bem no segundo mas parou para manutenção no carro e dominou, agora há pouco, o primeiro treino oficial da categoria Challenge na programação da segunda etapa do Porsche GT3 Brasil aqui nas cercanias de Portimão.

O Ipe foi praticamente nove décimos de segundo mais rápido que meu conterrâneo paranaense Guilherme Ribas, segundo colocado. A rodada dupla da Challenge terá 21 carros na pista, entre eles o do estreante Hugo Ribeiro Silva. Os tempos do treino oficial de há pouco:

1º) Ipe Ferraiolo, 1min53s400
2º) Guilherme Ribas, 1min54s299
3º) Gil Farah, 1min54s430
4º) Rodolfo Ometto, 1min54s437
5º) Eduardo Rocha Azevedo, 1min54s502
6º) Gui Affonso, 1min54s612
7º) Peter O’Donnell, 1min54s688
8º) Carlos Ambrósio, 1min54s773
9º) Alan Turres, 1min55s125
10º) Daniel Schneider, 1min55s306
11º) Amilcar Collares, 1min55s369
12º) Johnny Freire, 1min55s424
13º) Sylvio de Barros, 1min55s444
14º) Carlos Silveira, 1min55s857
15º) Tommy Soubihe, 1min55s917
16º) Edu Guedes, 1min56s031
17º) Marcelo Stallone, 1min57s637
18º) Hugo Silva, 1min57s741
19º) Renato Benedetto, 1min58s214
20º) Marcello Sarcinella, 1min59s412
21º) Armando Di Nardo, 2min07s279
Média do 1º: 147,785 km/h

Anúncios

Bacalhau com batatas (38)

MEXILHOEIRA GRANDE – Dia de programação bastante corrida e um tanto atípica no Algarve. E dia mais voltado a relatos que a considerações toscas. Toda a programação de treinos oficiais para a segunda etapa do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil foi condensada na parte da manhã, porque à tarde os pilotos vão participar do F1 Experience, já relatado aqui.

O primeiro treino, que terminou agora há pouco, foi o da categoria Cup. Clemente Lunardi, líder do campeonato, tomou a primeira posição de Marcelo Franco (foto) a poucos instantes da bandeira quadriculada, com 0s296 de margem. Cada categoria, Cup e Challenge, tem duas sessões de treinos oficiais previstas para hoje.

As tomadas de tempo classificatórias, que habitualmente fecham a programação das sextas-feiras, vão acontecer amanhã, momentos antes das corridas. Todas, também como já comentado aqui, serão mostradas na íntegra pelo Speed Channel das 11h30 às 14h, pelo horário de Brasília, com exibição simultânea lá no site da categoria.

No primeiro treino oficial da Cup, os melhores tempos de cada piloto foram:

1º) Clemente Lunardi, 1min51s474
2º) Marcelo Franco, 1min51s770
3º) Ricardo Baptista, 1min51s858
4º) Tom Valle, 1min51s989
5º) Fábio Viscardi, 1min52s394
6º) Daniel Paludo, 1min52s511
7º) Beto Posses, 1min52s534
8º) Otávio Mesquita, 1min53s199
9º) Adalberto Baptista, 1min53s358
10º) Marcel Visconde, 1min53s365
11º) Guilherme Figueirôa, 1min53s477
12º) Zeca Feffer, 1min53s708
13º) Esio Vichiese, 1min53s965
14º) Maurizio Billi, 1min54s140
15º) Sérgio Ribas, 1min54s760
16º) Omilton Visconde, 1min55s449
17º) Eduardo Souza Ramos, 1min55s648
18º) Henry Visconde, 1min58s688
Média do 1º: 150,338 km/h

A torcida, de minha parte, é pelo fim do sofrimento do Chico Anysio, de modo ou outro.

Bacalhau com batatas (37)

MEXILHOEIRA GRANDE – O assunto já é velho, já foi pitaqueado até mesmo aqui no BLuc. O número de fãs do automobilismo que contam com o Speed Channel em seus pacotes de tevê por assinatura caiu bastante desde que a Sky substituiu o canal pelo multimodalidades Fox Sports, que naturalmente interessa a uma gama de assinantes muito maior que a do público das corridas.

Foi por esse motivo que muitos fãs do Porsche GT3 Cup Challenge deixaram de acompanhar, sábado, as corridas que abriram a temporada da categoria no Estoril, mostradas no Speed. Considerando isso, e sem entrar em méritos ou deméritos nas operadoras de tevê, já que cada qual sabe onde aperta seu sapato, é que a cúpula porschecupeana acaba de confirmar que as corridas da segunda etapa, depois de amanhã aqui no Algarve, terão a transmissão pelo Speed reproduzida no próprio site do campeonato.

A exibição das corridas pela internet será simultânea à do Speed. Serão, pela primeira vez na história, duas corridas isoladas para cada categoria. As da Cup, considerando sempre o horário de Brasília, vão começar às 8h35 e às 12h05. As da Challenge, às 9h50 e às 13h20.

Na tevê e na internet, para que todas sejam mostradas na íntegra, a ordem será um tanto diferente. O evento todo será condensado numa janela de duas horas e meia, das 11h30 às 14h. Vamos começar às 11h30 mostrando o VT da primeira corrida da Cup. Em seguida, ao vivo, a segunda corrida da rodada dupla da categoria. Para quem vai ver pela TV ou pelo monitor, a terceira corrida será o VT da primeira da classe Challenge. A segunda será mostrada também ao vivo.

Recado dado, vou ali resolver outra questão, também relacionada ao televisionamento de corridas.

Bacalhau com batatas (36)

MEXILHOEIRA GRANDE – Interessante acompanhar os comentários sobre a pista do Algarve feitos pelos pilotos do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil que acabaram de cumprir suas sequências de 10 voltas com carros monopostos, atividade que faz parte da preparação para o Formula One Experience, que lhes vai proporcionar, na programação de amanhã, a pilotagem de modelos da Fórmula 1, como explica o Luiz Pandini nesse texto aqui.

As considerações sobre o desafiador traçado português denotam admiração, espanto, entusiasmo, certo receio, de tudo um pouco. É, de fato, uma pista pra macho, como definiu há pouco, no Twitter, o Otávio Mesquita.

Também pelo Twitter, o Alexandre Oliveira me perguntou se a pista é tudo o que disse o Otávio. Como melhor que falar é mostrar, pincei lá do YouTube um vídeo que mostra uma volta do Felipe Guimarães pelo Algarve, em seus tempos de A1 GP.


Está coberto de razão, o Mesquita. É pista pra macho. Um dia alguém há de me explicar por que ainda a Fórmula 1 nos aborrece com seus eventos em tilkódromos e não vem correr aqui.

Bacalhau com batatas (35)

MEXILHOEIRA GRANDE – Começando o dia no Algarve ao som de uma sacada sensacional, extraída lá do blog do Gomes.


A propósito do “Ai, se eu te pego”, impressiona, de um modo particular, a frequência com que a música toca aqui pelas bandas de Portugal, o que nos rendeu, à nossa turma, algumas boas histórias para contar.

Por falar nisso, ainda estão enchendo o saco do Michel Teló ou já caíram na real que se o rapaz está acumulando fama e fortuna é porque é bom no que faz?

Enfim, meu conterrâneo Teló resolve as querelas dele. Eu tenho as minhas para resolver agora, e estão ambientadas na Fórmula 1 de 20 anos atrás. Volto mais tarde.

Bacalhau com batatas (34)

MEXILHOEIRA GRANDE – Outra vantagem do autódromo do Algarve: aqui, piloto que sobe à torre da direção de prova jamais alegará que não viu uma bandeira amarela, como acontece a todo momento no Brasil. Pode até ser que não veja, mas terá dificuldade para convencer os comissários de que também não viu as fortes luzes dos semáforos específicos para sinalização de pista.

Há um semáforo desses em cada um dos postos de sinalização do circuito. E são equipamentos que não consomem energia elétrica – o funcionamento é viabilizado tecnicamente pelo abastecimento com energia solar, com cada dispositivo tendo acoplado a ele um painel de captação da luz solar.

Bacalhau com batatas (33)


MEXILHOEIRA GRANDE – Chegou há instantes o press-release do Cadu Tupy, informando que a GT Brasil terá, neste ano, a companhia de mais uma categoria automobilística. GT Brasil e Mercedes-Benz Grand Challenge, que mantêm o Total ELF Superbike em sua programação, passam a dividir a atenção do público também com a Spyder Race. Em cada um dos nove eventos do calendário haverá uma corrida de 45 minutos da categoria dos protótipos.

A Spyder Race nasceu em 2003 como campeonato regional e virou Campeonato Brasileiro em 2010. Naquele ano, por conta de programação integrada com algum dos eventos do Toninho de Souza, tive a oportunidade de narrar uma corrida da Spyder Race em Interlagos. Um barato, a categoria, com carros muito velozes e que têm um visual bem agradável pra quem gosta de corridas.