Duas Horas, ao vivo na rede

Screenshot_20190506-142154~2

O Aldee-VW da Lacombe Motorsport, meu carrinho para a segunda participação nas Duas Horas de Guaporé. Vou correr na subdivisão TS, tendo o Roberto Lacombe e o JB Rodrigues como parceiros.

CASCAVEL – Chegou meu primeiro fim de semana de corrida no ano. De corrida minha, no caso. O que é muito bom, já que pensei que não iria para a pista em 2019. Mas vou, pela Lacombe Motorsport, nas Duas Horas de Guaporé. A corrida vai acontecer no sábado, com largada ao meio-dia e, ao que tudo indica, debaixo de um toró daqueles. Sem problemas, contornar o Radiador na chuva deve ser divertido. Ai.

Os dois parceiros são gaúchos: Roberto Lacombe, o dono do carro, e JB Rodrigues, que já esteve ao meu lado como comentarista em várias transmissões do Endurance Brasil e do Mercedes-Benz Challenge que narrei para a televisão e para a internet. Aliás, devo ser o único paranaense no grid que tem mais de 70 nomes.

Telmo Júnior, que é piloto do Superturismo e promotor do campeonato, confirmou um lance muito bacana para os amigos da gente verem a corrida estando em Guaporé ou não. As Duas Horas terão transmissão ao vivo no site do Campeonato Gaúcho de Superturismo e também no canal do “Curva do S” no YouTube. A geração de imagens será da equipe do Marcos Moschetta, com narração do melênico Gefferson Kern. Quem estiver no autódromo vai acompanhar na locução do Elton Cipriani. Sei que o Elton entende bastante de vinhos, não sei se sabe algo das corridas (brincadeira, claro; sabe, e não é pouco).

Um levantamento preliminar que fiz por aqui indica que o grid já tem 31 carros. Nossa categoria, a TS, é uma das que têm o maior número de inscritos – nove formações entre participações individuais, em dupla ou em trio. A TL também tem nove carros, segundo os alfarrábios do #DataLuc. Há ainda cinco carros na T1, quatro na T2 e quatro na GT. Tudo isso é extraoficial, o que vai valer mesmo é a fila da inscrição na secretaria na sexta-feira. Acho que poderemos chegar aos 35 carros.

Fiz minha primeira participação na prova no ano passado, um convite literalmente de última hora – feito perto das dez da noite na véspera dos treinos. Acabei formando dupla com o Bruno Ceccagno na TL com o Celtinha da Leandro Motorsport. No fim das contas rendeu um trofeuzinho de terceiro lugar na categoria. A corrida de 2018, realizada em junho, não teve transmissão ao vivo, mas como é padrão na categoria rolou dias depois um VT com a narração do impagável Ademir “Perna” Moreira. É esse aí de baixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s