Oito etapas do novo Endurance

endurance-1

Com oito etapas, a temporada nacional do Endurance terá nas pistas gaúchas, paranaenses e paulistas vários carros como os que, poucos anos atrás, podíamos ver no grid da extinta GT Brasil.

CASCAVEL – Já que o assunto por aqui tem sido a realização de corridas de longa duração, cabe lembrar que oito corridas vão marcar a temporada nacional de 2017 do Endurance, que no fim das contas será promovido sob uma denominação bem mais, digamos, comercial. O calendário foi anunciado hoje à tarde pela assessoria de imprensa da competição. Um detalhe que me chamou atenção no comunicado, e que parece estar recebendo aprovação maciça dos participantes, é a realização das corridas aos sábados.

A base do campeonato, e nem poderia ser diferente, está no Rio Grande do Sul, que a bem da verdade é o único estado que manteve-se fiel às corridas longas com divisão em várias categorias. Seis dessas oito corridas vão contar pontos pelo Brasileiro. Por ordem, são elas: Três Horas de Tarumã, no dia 25 de março; 500 Quilômetros de Curitiba, em 29 de abril; Três Horas de Santa Cruz do Sul, em 27 de maio; 500 Quilômetros de Interlagos, em 29 de julho; 500 Quilômetros de São Paulo, corrida que vai acontecer no Velo Città, em Mogi Guaçu, no dia 23 de setembro; e uma nova edição das Três Horas de Tarumã, em 28 de outubro, encerrando a temporada.

As duas corridas em Tarumã e a de Santa Cruz do Sul vão valer, também, como primeira, segunda e quinta das cinco etapas do Campeonato Gaúcho. As outras duas serão as Três Horas de Guaporé, no dia 24 de junho, e mais uma edição das Três Horas de Santa Cruz do Sul, marcada para 19 de agosto.

A meta da APE, sigla para Associação dos Pilotos de Endurance, é efetivar um grid médio de 40 carros. Os promotores parecem confiantes, apesar das dificuldades que o número sugerem. “Temos tido um ótimo retorno dos pilotos e das equipes”, assegura o presidente Henrique Assunção.

endurance-2

O calendário do Endurance prevê a realização de oito corridas, seis delas valendo pela disputa que vai apontar os campeões nacionais em várias categorias. Ah, as fotos do post são da lavra do Dudu Leal.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Oito etapas do novo Endurance

  1. acompanho provas de endurance no Brasil desde os anos 80, epoca em que tinhamos Mil Milhas, 500 Km de Interlagos (mas pelo anel externo), 24 hs de Interlagos, etc… no final dos anos 80 e inicio dos anos 90, só nos sobrou as Mil Milhas… tive uma fase que me afastei por motivos profissionais, voltando a participar em 2003… Nesse momento o Endurance Brasileiro era apenas Mil Milhas e um campeonato bem organizado, mas com provas de 3hs ou 500km.. era até legal, mas não dava pra chamar aquilo de campeonato de endurance.
    Pelo que vejo agora, estão querendo recompor aquilo que destruiram… quem sabe consigam fazer o endurance re-nascer com esse endurance para no futuro ter provas de endurance de 6-8-10-12 horas de duração.

  2. Pingback: A festa foi do Team Ginetta – BLuc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s