Sprint Race em sete pistas

sprint-race

A temporada que começa em abril vai ser a sexta da história da Sprint Race Brasil, que mantém suas corridas com transmissão em VT pelo BandSports e pela PlayTV. Continuo na narração.

CASCAVEL – Saiu nesta semana o calendário de eventos para a sexta temporada da Sprint Race Brasil. As oito etapas vão acontecer em sete pistas diferentes, em que pese o fato de só haver cinco autódromos indicados como sedes.

Curitiba vai receber três etapas da Sprint Race sem proporcionar repetições aos pilotos. A primeira vai desafiá-los no anel externo do autódromo. A quinta, abrindo a segunda metade da temporada, terá o traçado original cumprido em sentido inverso – o grid também será formado em ordem inversa à que for definida pelo treino classificatório, com o mais rápido da tomada de tempos largando em último e daí por diante. A última, fechando a temporada, terá suas corridas no traçado habitual do circuito curitibano e nessas os pontos serão atribuídos em dobro em relação ao sistema praticado nas demais etapas.

O único traçado que vai acolher os pilotos mais que uma vez é o de Interlagos, palco da segunda e da quarta etapa. A novidade na segunda vai ficar por conta da Superpole, um recurso já consagrado em tomadas de tempos de campeonatos como a Fórmula Truck, parece-me que também já foi utilizado na Stock Car, segue em vigor em vários campeonatos regionais de automobilismo. A quarta etapa terá uma bateria extra, a Corrida dos Convidados, que superou as expectativas da organização na primeira edição, no ano passado. Essa corrida vale pontos na tabela para os pilotos regulares do campeonato.

Cá em Cascavel receberemos as provas da terceira etapa da Sprint, em que a cereja do bolo para os pilotos será o set up livre dos carros – diferente do que ocorre nas demais etapas, em que um acerto padrão é configurado pela empresa promotora, os carros recebem as configurações indicadas pelos participantes para os treinos e corridas de Cascavel. Londrina terá o penúltimo evento do calendário, mantendo a tradição da corrida noturna, que me dá um pouquinho a mais de trabalho na narração para o BandSports e a PlayTV, mas que é um dos grandes baratos da temporada. E a novidade maior fica por conta do Velo Città, aquele autódromo paradisíaco inaugurado em 2012 em Mogi Guaçu, que receberá os Sprint Race pela primeira vez na sexta etapa da temporada.

Para manter a atrativa relação custo-benefício, que é uma das melhores do automobilismo brasileiro – ou seria a melhor? –, o Thiago Marques tratou cuidadosamente de escalar suas etapas na programação de outros eventos. Divisão de despesas com os promotores de outros eventos para viabilizar um custo baixo aos pilotos, e sei que o Thiago é bem, hã, sistemático quanto a isso.

Seis etapas vão somar atratividade com os campeonatos metropolitanos de Cascavel, Londrina e Curitiba ou, no caso de Interlagos, com o Paulista de Automobilismo. Na ida inédita ao Velo Città a categoria vai acompanhar mais uma edição dos 500 Quilômetros de São Paulo. A dúvida da companhia da Sprint Race, por ora, está na etapa de dezembro, que encerra o calendário no dia 3 de dezembro. Esta foi uma das duas datas apontadas pela Fórmula Truck no calendário distribuído à imprensa anteontem para sua etapa final, também em Curitiba. Caso seja esta a opção da Truck, as duas categorias vão revezar a pista ao longo do fim de semana; caso não, os monopostos carenados vão intercalar treinos e corridas com o Campeonato Paranaense de Motovelocidade.

Também numa programação de Metropolitano, antes do campeonato começar, a Sprint Race terá em Curitiba um fim de semana de treinos coletivos, isso nos dias 11 e 12 de março. Vai servir tanto para o primeiro contato de novos nomes quanto para tirar o ferrugem dos pilotos que continuam no grid. Não tenho a lista completa aqui. Sei que Caê Coelho, Cássio Cortes, Cláudio Buschmann, Eduardo Berlanda/Juninho Berlanda, Erik Mayrink, Gabriel Lusquiños, Gerson Campos, Jorge Martelli e Nuno Pagliato estão entre os já inscritos. Até pensei em perguntar ao Thiago quem são os outros, mas ele está curtindo as férias ali naquele lugar perto do boteco onde vendem espetinhos e hambúrgueres e charutos de todas as variedades possíveis, então preferi não incomodar com assuntos de trabalho.

Ah. E vai ser meu sexto ano na narração das corridas da Sprint Race na televisão.

O CALENDÁRIO DA SPRINT RACE EM 2017

12 de março, Curitiba – treino coletivo oficial

9 de abril, Curitiba – primeira etapa, anel externo

30 de abril, Interlagos – segunda etapa, com Superpole

28 de maio, Cascavel – terceira etapa, com set up livre

30 de julho, Interlagos – quarta etapa, Corrida dos Convidados

20 de agosto, Curitiba – quinta etapa, circuito e grid invertidos

24 de setembro, Velo Città – sexta etapa

5 de novembro, Londrina – sétima etapa, Night Challenge

3 de dezembro, Curitiba – oitava etapa, pontuação em dobro

sprint-race

O traçado de Interlagos será o único que os pilotos repetirão no calendário de oito etapas da Sprint Race Brasil. Sim, Curitiba receberá três etapas, mas cada uma ocorrerá em um traçado diferente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s