Cascavel de Ouro: as estrelas da festa (1)

CASCAVEL – Quando começa uma temporada de automobilismo, de uns tempos para cá, costumo trazer aqui no blog a lista completa, acompanhada de fotos, dos pilotos que vão disputar determinada categoria. Claro que, para isso, dependo do primeiro dia de testes livres da etapa de abertura, ou dos treinos coletivos de pré-temporada, quando é o caso – sem as fotos não há como elaborar uma galeria de fotos, isso me parece óbvio. Quem não viu ou não lembra pode dar uma pesquisada em “Nomes e cores” para relembrar essas apresentações.

No caso da 29ª Cascavel de Ouro, o “Nomes e cores” vai ficar praticamente para a véspera da corrida. Faltando pouco mais de três meses para o evento, as equipes começam agora a definir suas duplas ou seus trios para as quatro horas de corrida. Já há algumas formações definidas nesse ou naquele time, é verdade, coisa que começamos, via assessoria de imprensa da prova, a compartilhar com a mídia que dá espaço ao automobilismo.

O primeiro trio confirmado no grid mescla graus bem antagônicos de experiência. André Bragantini Júnior, um papa-títulos do automobilismo brasileiro, e Galid Osman, atualmente piloto da Ipiranga-RCM na Stock Car, farão sua estreia na prova como parceiros do estreante cascavelense Caíto Carvalho, cujo currículo tem duas participações no Metropolitano de Marcas & Pilotos das bandas de cá e algumas horas de aulas práticas de pilotagem com o próprio Bragantini, que chegou ontem a Cascavel especialmente para isso. Quem convive com o André vai custar a acreditar que o convencemos a jantar num restaurante japonês, isso vai render um capítulo na biografia dele.

André, Galid e Caíto vão revezar o Celta da Sorbara Motorsport. A equipe do Zé Sobara conhece bem o chão em que está pisando, já que ganhou a Cascavel de Ouro duas vezes – em 2003, com Flávio Poersch e Aloysio Ludwig, e em 2005, com desta vez com Poersch e Edgar Favarin.

CASCAVEL DE OURO 1 - BRAGANTINI CARVALHO (CZ)

A foto aí acima, da lavra do Cleocinei Zonta, mostra o André e o Caíto com o carro durante os treinos de agora há pouco no autódromo de Cascavel. E, nota boba do editor, é humanamente impossível escrever “Poersch” sem errar depois de sete anos trabalhando num evento com carros da Porsche e escrevendo sobre ele. Este parágrafo não foi exceção.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Cascavel de Ouro: as estrelas da festa (1)

  1. Pingback: O grid da Cascavel de Ouro | BLuc

  2. Pingback: Cascavel de Ouro: as estrelas da festa (17) | BLuc

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s