Porsche GT3 Cup em Cascavel!

porsche3

Dener Pires, promotor do Porsche GT3 Cup, com o prefeito Edgar Bueno nos boxes do autódromo de Cascavel, que no mês que vem vai receber as corridas da categoria pela primeira vez.

CASCAVEL – O ano era 2009, meu primeiro lá dentro do campeonato, o palco era a parte de trás da área de boxes do finado autódromo de Jacarepaguá. Eu conversava pouco com o patrão naquela época, mas durante um café arrisquei perguntar sobre a possibilidade de uma etapa do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil cá no autódromo de Cascavel. A resposta foi uma sonora gargalhada, e por um bom tempo não voltei ao assunto. Tinha perguntado por falta de coisa melhor a dizer à mesa, mesmo. Tinha plena ciência de que, na situação de então, o autódromo daqui mal tinha condição de receber os eventos regionais que abrigava a cada mês.

Aí saiu um plano de reforma do autódromo, fins de 2011. Comentei a questão com o chefe em Interlagos, durante a última corrida daquele ano. Em vez de uma gargalhada acompanhada de um “esquece!”, ouvi um “se reformarem a gente pode conversar”, acompanhado de certo ar de desdém. Uma evolução e tanto. Passaram-se dois anos e, de autódromo já reformado, foi o chefe quem me chamou à conversa, nos boxes do Velo Città. “Como está Cascavel?”. Poderia ter respondido que vai bem, obrigado, mas sabia que era do autódromo que ele falava e descrevi o que podia, tomando o cuidado de, mesmo puxando deliberadamente a brasa para a sardinha cascavelense, não levantar falso testemunho e não exagerar.

Aí chegou a primeira etapa de 2015, Curitiba, essas conversas sempre acontecem em boxes de autódromos. Essa última, na verdade, transcorreu dentro da van que conduzia o staff ao aeroporto para os devidos voos de volta, mas começou atrás do box número 9. Puxei com o chefe uma conversa despretensiosa – ok, de despretensiosa não tinha nada – e o resultado é que o autódromo de Cascavel será o 11º do mundo a receber as corridas do Porsche GT3 Cup Challenge Brasil. Os outros dez, por ordem cronológica atestada pelo Luiz Alberto Pandini, foram Interlagos, Curitiba, Jacarepaguá, Santa Cruz do Sul, Velopark, Buenos Aires, Estoril, Algarve, Velo Città e Barcelona.

Depois de falar a respeito de Cascavel em tantos autódromos, hoje foi a vez do chefe vir ao autódromo de Cascavel, rascunhar tudo o que fosse possível para começar a preparar a inédita etapa cascavelense do campeonato que acabou de completar dez anos de vida. O chefe foi recebido pelo prefeito, pelo secretário, por nós que gostamos de automobilismo. Viu, mediu, anotou, observou, pitaqueou e confirmou: nossa próxima parada vai ser aqui mesmo.

Vai ser um sábado diferente para o público de Cascavel e região, esse 23 de maio, dia das corridas da terceira etapa – o calendário original reservava Interlagos como sede do evento, a mudança foi necessária como decorrência das obras que acontecem por lá.

porsche4

Caio Carvalho e o presidente do Automóvel Clube, Juraci Massoni, acompanham Dener Pires numa vistoria curva a curva pela pista de Cascavel, que vai ser a mais veloz do calendário da categoria.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Porsche GT3 Cup em Cascavel!

  1. orra, que tesão Luc! Se não caisse no dia do meu casamento, faria um esforço pra ir de Londrina até Cascavel pra assistir ao vivo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s