#DataLuc na GT3

Imagem

CASCAVEL – A GT3, categoria principal do Campeonato Sudamericano de Gran Turismo, tem uma situação bastante curiosa envolvendo a decisão do título de 2013. Isso porque o principal adversário apontado pela tabela de classificação ao líder Marcelo Hahn é, também, seu maior aliado.

É muito simples. Vencedor de oito das 12 corridas já disputadas, Hahn lidera o campeonato com 224 pontos. Tem 37 de vantagem sobre Allam Khodair, vice-líder, que é seu parceiro na pilotagem do Lamborghini LP600 Evolution número 16 da Bläu Motorsport. A diferença na pontuação está no fato de Allam não ter participado das corridas da quarta etapa, no mês de julho em Interlagos – naquele mesmo fim de semana, enquanto Hahn conquistava uma vitória e um segundo lugar correndo ao lado de Marcos Gomes, o japa-turco-libanês (nunca sei definir sua etnia com precisão) estava correndo na Europa pelo FIA GT Series.

Marcelo e Allam serão parceiros, claro, na disputa das corridas de sábado e domingo em Buenos Aires. Cada corrida valerá 20 pontos ao vencedor. Os irmãos paranaenses Wagner e Fábio Ebrahim, que pilotam o Audi R8 LMS Ultra número 20 da Ebrahim Motors/Audi Top Service, aparecem logo a seguir na classificação, com 165 pontos. Em termos práticos, considerando que a dupla da Bläu será mantida até o fim do campeonato, os Ebrahim representam a única ameaça ao título de Hahn.

Imagem

Um quinto e um sexto lugar neste fim de semana fecham a conta do título para o incansável Marcelo Hahn sem que precise recorrer ao ábaco. Isso considerando que Wagner e Fábio vençam as duas provas e repitam a dose nas de 6 e 7 de dezembro no Velo Città, em Mogi Guaçu. Haveria um empate em pontos e Marcelo, por ter mais vitórias, garantiria o título.

Por outro lado, se terminar a primeira corrida à frente do Audi preparado nas cercanias do autódromo de Curitiba, Hahn poderá pôr a mão para fora do carro e comemorar seu primeiro título na categoria.

Isso em termos práticos, como citei dois parágrafos atrás. A diferença entre Marcelo e Allam é de 37 pontos e continuar em 37 pontos com quaisquer resultados em Buenos Aires. Com 40 em disputa no Velo Città, vai que o Khodair resolva formar outra dupla, ganhe as duas corridas e conte com a ausência ou um azar improvável do parceiro de vários anos para tomar-lhe o título.

Seria um desfecho de campeonato digno de filme. Mas esqueçam. É só um devaneio meu, mais um.

Imagem

2 pensamentos sobre “#DataLuc na GT3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s