F-1 no México em 2013?

PINHAIS – Agora há pouco rolou entrevista coletiva aqui no autódromo de Curitiba, que como todos sabem fica em Pinhais. À mesa, respondendo aos jornalistas, estavam os três primeiros colocados no campeonato – Leandro Totti, Felipe Giaffone e Beto Monteiro – e a presidente da Fórmula Truck, Neusa Navarro.

Veio de Neusa a informação que me chamou atenção. Questionada sobre a ida da Truck à América do Norte no ano que vem, ela foi direta. Primeiro, disse que a corrida nos Estados Unidos, que faz parte de seus planos para o processo de internacionalização da categoria, está descartada. Depois, que a etapa no México está 90% confirmada, condicionando os presumíveis 10% restantes a trâmites que são compreensíveis para uma operação de tal magnitude.

Foi aí que Neusa revelou haver um novo fator no trabalho para levar a categoria ao México. “Com o cancelamento da corrida em Nova Jersey, a Fórmula 1 está querendo correr no México, exatamente na Cidade do México, onde pretendemos correr. Se confirmarem a corrida da F-1, o autódromo vai passar por reformas e isso inviabilizará a nossa ida”, explanou.

A missão da Truck no Autódromo Hermanos Rodríguez estaria abortada, então? Não, segundo a Neusa. “Ainda estamos trabalhando nisso e a chance de dar certo é grande. Mas, se não for em 2013, vamos ao México em 2014”, arrematou, com a serenidade e o sorriso que lhe são peculiares.

Mas… Grande Prêmio de Fórmula 1 no México? Não acontece há 20 anos. Quando cancelaram Nova Jersey, pelo que me explicou há pouco um tucano dorminhoco, a F-1 teria passado a considerar duas possibilidades: uma, que acho sensacional, a volta à França, na pista de Paul Ricard (ainda existe a reta Mistral ou já meteram alguma chicane lá?); outra, a redução do Mundial de 2013 para 19 etapas.

Ah. A Neusa também confirmou que Tarumã e Londrina vão voltar ao calendário da Truck em 2013. Saem Jacarepaguá, claro, e Velopark.

Anúncios

2 pensamentos sobre “F-1 no México em 2013?

  1. Sim, Luc, ainda existe a reta Mistral, mas com chicanes no meio. Mesmo assim, continua bem longa (se a F1 for pra lá, o traçado usado não será o mesmo do fim dos anos 80, e sim a versão mais longa, usada até 1985).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s